CHRIS FUSCALDO: Profissional e independente!

O Festival #ZiriguidumEmCasa, chega à sua 10ª edição neste fim de semana, e uma das Chris_Fuscaldo_FOTO_Tatynne_Lauriaatrações é Chris Fuscaldo que se apresenta domingo (14/06) promovendo o álbum "Mundo Ficção". Além de cantora, Chris é pesquisadora e biógrafa musical. Entre livros que estão forno, escreveu "Discobiografia Legionária" (Legião Urbana), e "Discobiografia Mutante: Álbuns que revolucionaram a música brasileira" (Mutantes). E provando a força feminina na arte e na música, desde 2019, ela integra o Women in Music Brasil. Conversamos com a Chris Fuscaldo na Coluna 1, 2, 3, 4... da Rock Press!

Chris Fuscaldo: 
Profissional e independente!

ENTREVISTA:
Michael Meneses
FOTOS:
Tatynne Lauria

A situação do mundo segue tensa, nunca é demais falar: “#fiqueemcasa”! Porém, mesmo com tais incertezas e questionamentos, por enquanto a melhor resposta está nas artes, em viver cultura em casa. Seja lendo, escutando discos e assistindo filmes e/ou as lives que seguem como excelentes iniciativas culturais para o momento. Todos ganham, músicos, poetas, atores e o público. Uma dessas iniciativas é o Festival #ZiriguidumEmCasa que chega à sua décima edição. A ideia surgiu logo no início da quarentena graças a um bate-papo entre o cantor, compositor e ator Claudio Lins e o jornalista Beto Feitosa. Na produção do evento estão a assessora de imprensa Ana Romeiro e a produtora Maria Braga. Já passaram pelo evento nomes como Gilson Peranzzetta, Fuzzcas, Leila Pinheiro, Hamilton de Holanda, Folks, Baby do Brasil, Biquini Cavadão, Detonautas, Marcos Valle, Gabriel Moura, George Israel, Pedro Luís, Roberta Campos, Roberta Sá, Guto Goffi, Rodrigo Santos, Suricato, Nico Rezende, Zé Renato e Isabella Taviani, Ivan Lins, Joyce Moreno, Lucinha Lins e Jane Duboc.

Chris_Fuscaldo_CD_Mundo_Ficção_Capa_Tatynne_LauriaAs apresentações acontecem de sexta a domingo, tendo início sempre às 17h e seguindo noite a dentro. Uma das atrações desse final de semana é a cantora e jornalista Chris Fuscaldo que em 2017 lançou do disco “Mundo Ficção” nas plataformas digitais (o álbum ganhou versão em CD, em 2018). O trabalho possui 12 faixas que misturam influências de Rock, MPB, Pop, Folk, e elementos regionais que enriquecem o já poético trabalho. “Mundo Ficção” ainda traz algumas participações, como a do argentino Juan Cardoni que produziu o disco e assina os arranjos da faixa título; Marlon Sette e Altair Martins em “Minha Menina, Não”; Gui Schuwab na versão para “Muito Estranho”, grande sucesso de Dalto; e Hyldon em “Enigma (Entro no seu Jogo)”.


Profissional e independente...
Antes da carreira solo, Chris Fuscaldo tocou nas bandas, Press Play e ECT LIVRO_discobiografia_legionaria_Legião_Urbana(Eu, Chris e Taís) retornou aos trabalhos em 2019. Ela é formada em Jornalismo e Letras, tem mestrado em Letras e faz Doutorado também em Letras. Na literatura, Chris, passou por diversas revistas e sites. Em 2016, ela lançou "Discobiografia Legionária" (LeYa Editora), livro que narra a história da Legião Urbana disco a disco e seus bastidores de gravações. A pesquisa ocorreu entre os anos 2008 e 2009, e antes de se tornar livro, os textos foram publicados nas versões reeditadas dos discos da Legião pela EMI em CD e Vinil.

Com o sucesso de “Discobiografia Legionária”, no ano de 2018 Chris Fuscaldo lançou “Discobiografia Mutante: Álbuns Que Chris_Fuscaldo_Prêmio_Profissionais_da_Música_2019_categoria_Livros_MusicaisRevolucionaram a Música Brasileira”. O livro foi lançado em edição bilíngue (Português/Inglês) no Brasil e nos Estados Unidos pela Garota FM Books (editora que ganhou vida graças ao blog da cantora, GarotaFM). “Discobiografia Mutante” recebeu no ano passado (2019) o Prêmio Profissionais da Música na categoria Livros Musicais (Foto).

E como em time que está ganhando não se mexe, Chris Fuscaldo vem trabalhando em novos livros, entre eles, uma aguardada a biografia do Zé Ramalho. Outro livro que está para sair é o “Almanaque Rock in Rio” (Editora 5W), no qual ela foi pesquisadora de conteúdo, assim como em “Rock in Rio 30 Anos” (2015). Além disso, entre as redações de assessorias de imprensa, agências de comunicações, revistas e sites, já trabalhou em publicações como O Globo, Extra, Rolling Stone, MTV, Outra Coisa, Artplan, e no ano de 2014, realizou pesquisas que deram origem aos roteiros para “Mulheres do Brasil” (Canal Bis), programa sobre as cantoras e compositoras brasileiras. Falando em mulheres cantoras, Chris, integra o Women in Music Brasil, e é embaixadora do Women’s Music Event.

E como sua história, por si só já rende uma rica biografia, batemos um papo com Chris Fuscaldo, na coluna 1, 2, 3, 4... da Rock Press.
 
1 – ROCK PRESS / Michael Meneses: Em meio a essa pandemia a arte nunca esteve tão conectada ao mundo virtual. E o Festival #ZiriguidumEmCasa é prova disso. Como é participar dessa iniciativa e o que o público pode esperar da sua apresentação?
Chris_Fuscaldo_FOTO_Tatynne_LauriaCHRIS FUSCALDO:
 Estou felicíssima com o convite da equipe linda que faz o #ZiriguidumEmCasa, um festival extremamente democrático porque mistura artistas já consolidados no mercado com aqueles que ainda estão construindo seu caminho na música, que é o meu caso. Eu nem pensava em fazer alguma live musical, principalmente porque, antes da pandemia, eu pouco estava fazendo shows em palcos reais. Não por não amar isso, mas porque os livros (e um doutorado que estou prestes a terminar) estavam tomando muito tempo e espaço em minha agenda. Então, a estreia oficial da turnê do meu primeiro disco solo, o "Mundo Ficção" (lançado nas plataformas digitais em 2017 e, fisicamente, em 2018), será nessa live. Louco, né? Então, as pessoas podem esperar um aperitivo do meu repertório autoral, mas apresentado de forma bem caseira, porque infelizmente não quero ter uma banda me acompanhando nesse momento para não expor ninguém a qualquer risco de contaminação.

2 – Rock Press: Sua música mescla Rock, Pop, Poesia e elementos regionais da MPB. Quais suas influências?
Chris Fuscaldo:
Tudo isso que você falou e mais o folk. Fui criada no rock e no folk, descobri o pop por força do mercado e me apaixonei pela MPB na adolescência. Na virada para a fase adulta, gamei na música nordestina, e tudo virou uma coisa só para mim. De Bob Dylan a Zé Ramalho, de Caetano Veloso e Gilberto Gil a Marisa Monte e Zélia Duncan, tudo isso desenha a minha história com a música. Claro, com muitas pinceladas de Legião Urbana e Mutantes. 

3 – Rock Press - Ser mulher e fazer música no Brasil é um ato de resistência. Em 2019, você passou integrar o grupo Women in Music Brasil e a atuar como embaixadora do Women’s Music Event. Como funciona esse projeto?
Chris Fuscaldo: 
Estar nesse ambiente me fez uma mulher ainda mais consciente de que temos uma batalha diária para vencer e um papel importante no mercado da música a exercer. Infelizmente, ainda temos que convencer muita gente disso, homens e até mulheres. E ninguém quer ser mais do que ou tomar o lugar de homem nenhum. Só queremos direitos iguais. O WME é uma premiação do Brasil voltada só para as mulheres do mercado musical e, pelo fato de eu ter sido absorvida pelo WIM, acabei convidada a contribuir com meu voto no ano passado (2019). O WIM é uma iniciativa que começou fora do Brasil e que tem sido uma força aqui: trata-se, simplesmente, da união das mulheres em torno de debates, discussões e atitudes para que, juntas, nossas vozes sejam ouvidas. Todo movimento que deu certo foi feito por mais de uma pessoa, né? Acho que a ideia deste é a mesma: a união faz a força. Ou melhor, a união faz nossas vozes serem ouvidas.

4 – Rock Press: Como escritora você vem publicando artigos e livros que são referências ao Rock Brasileiro e a MPB. Apresente um a um esses livros e suas referências literárias...
Chris Fuscaldo:
 Eu sempre quis escrever biografias pensando na importância da manutenção da memória da LIVRO_Discobiografia_Mutante_Álbuns_que_revolucionaram_a_música_brasileira_de_ Chris_Fuscaldo_MUTANTESmúsica brasileira. E, também, com a consciência de que uma biografia não é só um livro de entretenimento, mas uma baita aula de história, geografia, sociologia, antropologia, psicologia e de vida. Comecei escrevendo uma biografia do Zé Ramalho, que ainda não terminei porque sempre foi um processo mais difícil, com uma metodologia complicada e um orçamento alto (no qual venho investindo sozinha). Aí, acabei tendo a ideia de lançar discobiografias, que são biografias das bandas contadas através de seus álbuns. Fiz a "Discobiografia Legionária", sobre a Legião Urbana, e a "Discobiografia Mutante: Álbuns que revolucionaram a música brasileira", sobre Mutantes. Minhas referências foram os documentários de rock a que assisti com meu pai quando adolescente, as revistas de música que sempre tivemos em casa (Bizz, Rolling Stone, Rock História e Glória, etc) e as primeiras biografias que li - entre elas "A Divina comédia dos Mutantes" e "Tropicália: A história de uma revolução musical", de Carlos Calado, "BRock: O rock brasileiro dos anos 80", de Arthur Dapieve. 

5 – Rock Press: Quais serão seus próximos trabalhos? E, deixe sua mensagem final aos leitores da Rock Press e aos que vão assistir a décima edição do #ZiriguidumEmCasa...
Chris_Fuscaldo_FOTO_Tatynne_LauriaChris Fuscaldo: 
Atualmente, estou trabalhando em minha tese de doutorado, sobre a voz das cantoras compositoras na história da música brasileira (que, ainda sob impacto da penúltima pergunta, gostaria de ressaltar: elas são aproximadamente 7% dos arrecadadores de direitos autorais no Brasil, recebendo menos 91,61% do que os homens). Pretendo, em algum momento, transformá-la em livro. Mas deve demorar ainda um pouquinho. Antes que isso aconteça, vem um livro que está pronto, mas dependendo da agenda da editora para ser lançado (por isso, ainda não posso dar muitos detalhes). Ando compondo também, mas não tenho previsão de gravar um novo disco e, por isso, seguirei trabalhando faixa a faixa do meu álbum "Mundo Ficção", como venho fazendo através de clipes. O próximo clipe que vou lançar, em 22 de junho, é da faixa "Sem Teu Olhar". Espero que todos que estejam acompanhando o #ZiriguidumEmCasa possam dar uma passadinha no meu canal do YouTube para conhecer meu trabalho e poder conversar comigo. Prometo que vou dar o melhor de mim para alegrar o fim de tarde de domingo! 


#Recomendamos...
Chris Fuscaldo, se apresenta na 10ª edição do #ZiriguidumEmCasa neste domingo às 18h. O evento terá início às 17hs com Dorina e encerramento às 21h com o músico João Suplicy. Vale destacar que o festival realiza uma campanha em prol da arrecadação de subsídios doados pelo público para a motivação do mercado musical. Os valores que podem devem ser doados na conta do PagSeguro (Colabore aqui!) serão divididos igualmente entre os artistas, contudo, alguns músicos optaram em doar tais valores ao Retiro dos Artistas e o Sindicato dos Músicos. O festival #ZiriguidumEmCasa possui uma playlist no Spotify. Ouça aqui! Segue a programação. – Michael Meneses.


 
CHRIS FUSCALDO NAS REDES SOCIAIS:

SITE: http://chrisfuscaldo.com.br/
DEEZER: https://bit.ly/30EpPwA
SPOTIFY: https://spoti.fi/30NRjQe
YOUTUBE: https://bit.ly/2YANmvO
GAROTA FM: https://bit.ly/2MZvi9k
iTUNES: https://apple.co/3huOSYK
GOOGLEPLAY: https://bit.ly/37uttKM
TWITTER: https://twitter.com/garotafm
DISCOBIOGRAFIA MUTANTE: https://bit.ly/30Gy635
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/chrisfuscaldo/
FACEBOOK: https://www.facebook.com/chrisfuscaldooficial/


PROGRAMAÇÃO: #ZiriguidumEmCasa - Domingo, 14/06

FESTIVAL_Ziriguidum_Em_Casa17h - Dorina - https://www.instagram.com/dorinasamba/
17h30 - Luisa Lacerda - https://www.instagram.com/luisalacerda_/
18h - Chris Fuscaldo - https://bit.ly/2YANmvO 
18h30 - Lucas de Castro - https://www.instagram.com/lucasdecastromusica/
19h - Jarbas Mariz - https://www.instagram.com/jarbas_mariz/
19h30 - Alan Sommer - https://www.facebook.com/alansommermusic
20h - Anderson Primohttps://www.instagram.com/anderson.primo/
20h30 - Maria Pérola - https://www.instagram.com/amariaperola/
21h - João Suplicy - https://www.instagram.com/joaosuplicy/

 

 

.

CONTATO ROCK PRESS: 

Envie news e sugestões de pautas da sua banda, selo, fanzine, HQ, gravadora, editora, livro, distro, arte, produtora de show e evento, cinema, cultura alternativa e Underground em geral. A/C: MICHAEL MENESES - michaelmeneses@portalrockpress.com.br 

Envio material físico das suas bandas, zine, livro, filme e demais produções para:

PORTAL ROCK PRESS:
CAIXA POSTAL: 30443
Rio de Janeiro/RJ - Brasil
CEP: 21351 - 970

TWITTER:
 https://twitter.com/portalrockpress
FACEBOOK: https://www.facebook.com/portalrockpress
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/portalrockpress/

Portal Rock Press