BLAZE BAYLEY - Iron Maiden XXV Celebration Rio 2020

Era uma daquelas noites de confraternização, bom público, diversão garantida, logo, como era de se esperar, o BLAZE_BAYLEY_RIODEJANEIRO_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRARio de Janeiro assistiu o ex-Iron Maiden, Blaze Bayley, distribuir simpatia no Espaço Kubrick (antigo Teatro Odisséia) na Lapa/RJ. O show deu início à etapa brasileira da sua turnê comemorativa pelos 25 anos de sua passagem pelo Iron Maiden e repertório reuniu sons de sua fase no Maiden. Blaze foi acompanhado pela banda Absolva que fez um excelente show de abertura.

BLAZE BAYLEY - Iron Maiden XXV Celebration Rio 2020

Espaço Kubrik – Lapa – Rio de Janeiro/RJ
Blaze Bayley + Absolva - 16 de Janeiro 2020
TEXTO:
Érica Moreira e Michael Meneses
FOTOS: Érica Moreira

ABSOLVA: Absorvemos... 

ABSOLVA_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRA

Com esse sugestivo nome, a Absolva foi uma grata supresa. Primeiramente por um excelente show de abertura, e também por ser a banda de acompanhamento do Blaze ABSOLVA_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRABayley nesta tour brasileira, afinal ter como responsabilidade, tocar músicas de ninguém menos que o Iron Maiden, não é uma tarefa tão simples, tem que colocar a cara a tapa mesmo.

Formada em Manchester na Inglaterra, e em atividade desde 2012, a banda é formada pelos irmãos Christopher Appleton e Luke Appleton (guitarras e vocais), Karl Schramm (baixo e backing vocal) e Martin Mcnee (bateria). Eles trazem em suas influências o Heavy Metal tradicional ao estilo do que foi produzido nos anos 1980.

Em um set rápido, mas acima de tudo funcional, a banda fez um balanço geral de sua história e tocaram: do álbum Defiance (2017), “Life on the Edge”, “Rise again” e "Defiance"; já “Never a good day to die” e “No Tomorrow” representaram o disco Never a good day to die (2015); “From Beyond The Light” e "Code Red" do primeiro trabalho, Flames of Justice (2012); e coube à “Legion” ser o cartão de visitas do mais recente trabalho, o álbum Side by Side (2020).

Outro detalhe vai para Luke Appleton, se você associou o ABSOLVA_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRAnome à pessoa, acertou, sim, ele é o baixista do Iced Earth. Por conta disso, incluíram “Watching Over Me”, do Iced Earth, no set, com Luke assumindo os vocais. Por fim, o Absolva é uma daquelas bandas que você não conhece e sai satisfeito com tal descoberta. Que volte mais vezes ao Brasil. CONTATOS:
Site:
 https://www.absolva.com/
Twitter: https://twitter.com/absolva?
Facebook: https://www.facebook.com/absolva/
Instagram: https://www.instagram.com/absolva/
YouTube: https://www.youtube.com/user/Absolva
Apple: https://music.apple.com/gb/artist/absolva/571997532
Soundcloud: https://soundcloud.com/rocksector/sets/absolva
Spotify: https://open.spotify.com/artist/1RFTDShkhxwkTiE5Mjp3qy
Amazon: https://www.amazon.co.uk/s?k=absolva&i=digital-music&ref=nb_sb_noss_2


BLAZE BAYLEY: Humildade em cena!

BLAZE_BAYLEY_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRA

Iniciando o show com “Lord of Flies”, logo no primeiro verso Blaze Bayley pediu uma pausa à banda, esperando um retorno dos fãs ainda mais caloroso. Durante essa BLAZE_BAYLEY_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRApausa, Blaze Barney brincou dizendo “Rio de Janeiro, no Petrópolis, no Brasília, no Curitiba, no São Paulo!” Logo retornam com o público ainda mais animado. O que era um fato, agora estava consumado: A conquista!

Como não podia deixar de ser, os fãs do Blaze em sua grande maioria (para não dizer todos) são fãs do Iron Maiden, e seria difícil imaginar um show sem retorno do público, e assim foi do início ao fim. 99% do set foi de sons do Iron Maiden, e por mais que dizer isso seja chover no molhado: Sim! O show foi contagiante, como em “The Sign of the Cross”. Seguindo o repertório do The X Factor, durante a introdução de “Judgement of Heaven”, Blaze disse que quando ele fica para baixo, pensa nos fãs brasileiros. Aliás, pensar em fãs foi algo que se viu na noite. Enquanto muitas bandas cobram pelo chamado “Meet and Greet”, Blaze Bayley distribuía autógrafos, fotos e atendendo os fãs de todas maneiras. Um verdadeiro exemplo!

O show não pode parar, e “Fortunes of War” encerrou a primeira parte do setlist o qual deram sequência com os sons do álbum Virtual XI, iniciando com “When Two Worlds Colide”, em seguida “Virus”, “Lightning Strikes Twice”, a aguardada “The Clansman” e “The Angel and the Gambler”

BLAZE_BAYLEY_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRA

Blaze continuava retribuindo sua gratidão pela noite, e em certo momento, bastante emocionado, declarou o quanto estava grato aos fãs brazucas, e o quanto ele sempre é bem recebido sempre que passa por aqui. Em outro momento, lembrou das diversas vezes em que pessoas duvidaram de seus sonhos e sua capacidade, e disse para as pessoas nunca desistirem de seus sonhos. “Man on the Edge” trouxe o último som do X Factor de volta ao set, em seguida, “Futureal” e “Como estais Amigos” (do Virtual XI). Já na reta final, Blaze agradeceu novamente e disse que estava muito feliz BLAZE_BAYLEY_RJ_16_1_2020_FOTO_ERICA_MOREIRAde voltar a tocar no Brasil e no Rio que sempre o recebeu muito bem e prometeu retornar em breve. Antes, o simpático Blaze convidou os fãs passarem no stand da banda (muito bem coordenado pela DJ Cammy e equipe) e assim agradecer pessoalmente a cada um dos presentes. Encerrando o set, a versão para “Doctor Doctor”, do UFO (banda que virá ao Brasil ainda esse ano).

Blaze Bayley seguiu em tour pelo Brasil, e ainda neste semestre de 2020, lança em CD/DVD, gravado na República Tcheca e intitulado Live in Czyer. Para 2021, a expectativa é para o lançamento do seu próximo álbum de estúdio que terá nas guitarras o aprovado Christopher Appleton (Absolva). É aguardar e acreditar! - Érica Moreira e Michael Meneses.

Posted by Michael Meneses Sunday, January 19, 2020 9:06:00 PM Categories: Absolva Blaze Bayley Espaço Kubrik Iced Earth Iron Maiden Iron Maiden XXV Celebration Tour Teatro Odisseia Tomarock UFO
Portal Rock Press