Rio ArtMix Festival - Dando folego ao Rock Brasil!

O evento aconteceu no Vivo Rio e reuniu novos e veteranos nomes do Rock nacional! - Fotos e Texto: Larissa Zanchetta - Colaborou: Michael Meneses

Tendo como palco uma das mais bacanas casas de shows do Rio de Janeiro o Rio Art Mix Festival RAIMUNDOS e B NEGÃO foto Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOSRio ArtMix Festival. O evento mostrou o potencial de bandas com presença feminina, como Deia Cassali e Drenna, e também por reuniu bandas do rock brasileiro que estão em ascensão, como Nove Zero Nove, SuperCombo, Monstro do Ula Ula, Alf Sá entre outros, além de nomes carimbados do rock brazuca como Autoramas, Raimundos CPM22, Black Alien. O Portal Rock Press acredita no independente e foi conferir o festival!

 



Nove Zero Nove + Drenna + CPM22 + ALF Sá + Autoramas + Black Alien
Quinta-feira - 2 de Novembro de 2017
Fotos e Texto: Larissa Zanchetta - Colaborou: Michael Meneses

Rio Art Mix Festival AUTORAMAS FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS

 
Todo festival tem a banda que será sempre lembrada por dar o ponta pé inicial de uma nova história e Rio Art Mix Festival Nove Zero Nove FOTOS Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOScoube a banda carioca Nove Zero Nove, uma das revelações da cena carioca nos últimos anos tal responsabilidade, a banda fez aquilo que a cena rock precisa uma apresentação cheia de energia e bastante contagiante no palco. Dando sequencia, outra promessa  dos últimos anos, a banda Drenna, o grupo é liderado pela carismática Drenna vocal revelação do rock carioca a banda vem construindo sua bagagem com diversos shows pelo circuito independente. O ápice da noite foi o set da banda CPM22, em sua apresentação sons como “Um minuto para o Fim do Mundo”, “Não sei viver sem ter você”, “Dias Atrás” especialmente com a música “Honrar teu nome”, som do single “Suor e Sacrifício”, o mais recente da banda e Rio Art Mix Festival CPM22 FOTOS Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOSque foi escrita pelo vocalista Badauí em homenagem ao seu pai. Em seguida tivemos a presença da Alf Sá, com um som influenciado pela tecno, composta por um vocal que reveza na guitarra e bateria o festival sentiu o Batidão. Outro ponto alto da noite foi à apresentação dos Autoramas, liderada pelo incansável vocalista e guitarrista Gabriel Thomaz, a banda tem fama por shows vigorosos, prova disso foi Gabriel Thomaz não se contendo e descendo do palco paraRio Art Mix Festival Black Alien FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS interagir com o público. O encerramento da primeira noite ficou com a responsa de Black Alien, com suas rimas e batida envolvente, logo contagiou e conquistou o coro do público durante suas músicas.

 

 

 

 

3 de Novembro (Sexta-Feira): 
Monstros do Ula Ula + Deia Cassali + SuperCombo + Rico Dalasam + Raimundos
Fotos e Texto: Larissa Zanchetta - Colaborou: Michael Meneses

Rio Art Mix Festival Alf Sá FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS

Rio Art Mix Festival Monstros do Ula Ula FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOSA Segunda noite do festival teve os cariocas do Monstros do Ula Ula abrindo os trabalhos, a banda e outro nome atuante da cena independente e não apenas no Rio como no circuito nacional, a banda formada por músicos veteranos, como vocalista Lucky Leminsky (Ex-Robertinho de Recife, X-Rated e Billygoat), e o baterista Bacalhau (Ex-Planet Hemp, Autoramas), enfim a Monstros do Ula Ula é uma nome que promete. Em seguida é a vez da Deia Cassali, Rio Art Mix Festival Deia Cassali FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOSoutra grupo com vocal feminino presente no evento, a banda aproveitou o evento para defender “um apelo” pelo respeito às mulheres. Em seguida, tivemos a presença de Rocca Vegas, que cantou entre músicas autorais, a “Love of my Life”, do Queen. Logo após foi a vez da SuperCombo, outra banda bastante atuante do circuito carioca, entre os pontos altos do set a banda convidou a vocalista Drenna e o vocalista Maurício Kyann, da banda Nove Zero Nove para uma jam, junto com o público, na canção “Piloto Automático”. Seguindo a programação, foi a vez do rapper Rico Dalasam animar a galera do Vivo Rio, o publico reagiu bem e interagiu com suas principais músicas, o som possui uma mistura do rap e soul, outro ponto alto do rapper é fugir do tradicional, em um Rio Art Mix Festival Rico Dalasam FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOScenário da música predominantemente machista como o rap, se declarar abertamente homossexual. Possivelmente um dos poucos rappers do cenário brasileiro a fazê-lo, e levantar a bandeira do movimento chamado “queer rap”. Méritos ao Rico Dalasam por levar essa causa para ser discutida, seja na cena Rap, na cena LGBT ou na Arte com um todo!

O encerramento do evento ficou com os veteranos do Raimundos, que recentemente conseguiu levantar fundos através de crowdfundingRio Art Mix Festival RAIMUNDOS FOTO Larissa Zanchetta CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS para gravar um novo CD. O Set mesclou músicas novas com antigos clássicos, o show ainda contou com a participação especial do Fred, ex-baterista e componente da formação original, e do B´Negão, que ajudou a encerrar o show com o clássico “Eu Quero Ver o Oco.” 

A escolha dos Raimundos para encerrar o Rio ArtMix  Festival foi certeira, vale lembrar que foi no Festival SuperDemo que aconteceu na primeira metade dos anos 1990 que nomes como Raimundos, Pato Fu, Planet Hemp entre outros nomes deram uma nova cara do Rock Nacional. Fica o nosso anseio que o Rio ArtMix seja no Rio de Janeiro e por onde o evento passe leve e traga novos e bons fluidos ao Rock, a Musica e a Cultura como um todo. Estamos na torcida! – Fotos e Texto: Larissa Zanchetta - Colaborou: Michael Meneses.

Portal Rock Press