RESSACA VOADORA: Jorge Ben Jor, Marcelinho da Lua e Bloco Vem Cá, Minha Flor, fecham o Carnaval 2019 com estilo!

Em uma noite de muito alto-astral, o grande mestre do suingue, simpatia e algo mais, fez a lona do Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESSCirco Voador transbordar, mais uma vez, de alegria e boas vibrações. O público ainda contou, com as balançantes e poderosas habilidades do DJ Marcelinho da Lua, e do simpático e florido Bloco Vem Cá, Minha Flor!!!

RESSACA VOADORA: Jorge Ben Jor, Marcelinho da Lua e Bloco Vem Cá, Minha Flor, fecham o Carnaval 2019 com estilo!!!
Circo Voador – 9 de Março 2019
TEXTO: Alexandre Beckão - FOTOS: Michael Meneses!


Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESSQuando a noite promete, sempre vale dar aquele gás a mais, não importando o seu estado de espírito ou desequilíbrio emocional. Depois de decidir, que a noite vai ser boa, pé no chão que o subúrbio é longe. Pra quem mora na periferia, e tá ligado nas manhas da noite carioca, o trem é sempre a melhor opção. No carnaval, ele funcionou em esquema especial, com saídas durante a madrugada, e foi um sucesso entre os usuários (fica a dica para a Supervia para que a iniciativa seja uma rotina além das festividades carnavalescas). Já no metro, era só confusão com estações fechadas (entre elas a Estação Cinelândia, a mais próxima do Circo Voador. Que feio, Metrô Rio!). Mas nada que um Zap não resolva e o rolê da Estação Carioca ao Circo, não chega a incomodar, já que agora estou ladeado por meu Boss, fotógrafo e amigo Michael Meneses. Lanche e as fofocas em dia, são o aperitivo até a hora de partimos pro trabalho. E a Lapa fervendo. Recepção feita, aquele abraço à produção, e como sempre tudo de boa.  Vamos aos shows, e como disse antes, quando a noite promete…Bloco_Vem_cá_minha_flor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESS

Bloco Vem Cá, Minha Flor...
Nascido na Lapa/RJ em 2015, depois de umas geladas e a iniciativa dos amigos, Edu Machado, Leo Santana e Marcelo Lima, em criar um bloco de carnaval onde seus integrantes usassem flores em suas alegorias. Assim surgiu o Bloco Vem Cá, Minha Flor que conta com músicos de outros blocos do Rio, como os tradicionais Orquestra Voadora, Céu na Terra, Fanfarra Black Club, e o Multibloco. É uma química que funciona e na arena do Circo, não foi diferente. Com um repertório fácil, muita animação e alegria, encantaram o público por quase uma hora de apresentação. Deixando os foliões com o doce gostinho de quero mais.

Marcelinho da Lua...
Em festa desse naipe, em que a música e a alegria são a atração principal, manter a vibe lá em cima é vital. Cumprindo essa tarefa, e com muito louvor, tivemos no comando da pista o internacional e premiado Beat Master Marcelinho da Lua. O produtor e DJ veterano das noites cariocas, e também integrante do prestigiado grupo Bossacucanova, como sempre fez mais que bonito. Mixando samba, soul, balanço e ritmos brasileiros, manteve a galera descontraída sem nenhum esforço. Proporcionando aos presentes, que não estavam se acabando na pista, o momento ideal para uma circulada e conferir in loco, o alto-astral reinante.

Nesse clima de bacana de lounge, encontramos amigos de longa data, como o cantor Rodrigo G5, e conhecemos novos, como o veterano fotógrafo Maurício Porão, o igualmente gente boa e músico de Extreme Rock Rovane Rodriguez (Gore/LÏXØ/FxA Aka Furúnculo/Culture Of Violence), além claro do próprio maestro em pessoa, DJ Marcelinho da Lua ao final do seu set.

Jorge Ben Jor...
Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESSEsse foi o meu primeiro carnaval, escrevendo para a Rock Press. E sem dúvidas, estar no sábado (09/03) no Circo Voador foi o melhor do meu carnaval. Não me entenda mal, não estou me desfazendo dos meus outros bons momentos, é que estar no mesmo lugar, e ver e ouvir o Mestre é uma experiência deliciosa. Do alto dos seus 73 anos, o carioquíssimo Babulina emana uma aura de muito alto-astral, e que pouquíssimos artistas conseguem emular. Tendo em seu DNA, a herança ancestral do carnaval carioca, Jorge trouxe ao palco voador (pela segunda noite consecutiva!) toda a alegria, balanço e paz, que o folião mais aguerrido pudesse querer.

Por duas horas, desfilou seu imenso acervo de hits, acompanhado de: Lucas Real (Bateria), Lory (Teclados), Messiê Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESSNenê (Percussão), Jean (Sax), Marlon (Trombone), Dady (Baixo), e claro, o tempo todo e a plenos pulmões por seus leais foliões/súditos. E como já era de se esperar, sua majestade não deixou ninguém ficar parado. Sem palavras ou adjetivos a acrescentar, foram clássicos em cima de clássicos, (setlist abaixo). Mantendo a tradição, “Jorge Capadócia” foi o ponto de partida, e logo em seguida, e se estamos no carnaval, e temos uma banda para animar a festa, veio; “A Banda do Zé Pretinho”. Era apenas a segunda música, mas o acompanhamento, e a empolgação incondicional do público se estendeu por todo o show, era só maravilha, e “Que Maravilha”.

Em meio, a tanta alegria, apenas uma coisa insistiu em colocar água no chopp, que foi um persistente problema na guitarra de Jorge. Apesar disso, o show seguia e vamos de “Mas, Que Nada!”, pois era fato que “nada” iria diminuir o brilho da festa em que se encontrava o Circo Voador aquela noite!

Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESSCom ou sem guitarra, a alegria fluía. Era visível no sorriso no rosto dos presentes, e mesmo que aquele show marcasse o fim do carnaval 2019, algumas canções de Jorge Ben Jor funcionam em qualquer carnaval, ou melhor, fazem o carnaval durar o ano todo. 

Ao final, a apoteose se fez presente com derradeira, e já tradicional Jorge_Ben_Jor_FOTO_MICHAEL_MENESES_ROCK_PRESS“Taj Mahal”, que contou com uma longa Jam enlouquecida do público, que foi convidado a subir no palco e de lá só desceu ao acorde final. O que se viu no palco, é a prova que hoje, Jorge Ben Jor é praticamente uma força da natureza, com seus 56 anos de carreira, incontáveis sucessos, e que inevitavelmente leva qualquer público ao delírio. Abraço forte em todos, e obrigado pela noite fantástica e por sua benção, e Salve Jorge!!! - Alexandre Beckão.

Setlist: 
Jorge Capadócia
Banda do Zé Pretinho
Santa Clara Clareou
Zazueira
A Minha Menina
Que Maravilha
Magnólia
Ive Brussel
Quero Toda Noite (Fiuk)
Por Causa de Você, Menina
Mas, Que Nada!
Spyro Gyro
País Tropical
Do Leme Ao Pontal (Tim Maia)
W/Brasil (Chama o Síndico)
Caramba
Eu Vou Torcer
Engenho de Dentro
O Telefone Tocou Novamente
Que Pena
Os Alquimistas Estão Chegando os Alquimistas
Alcohol
Zumbi
Bebete Vãobora
Take It Easy My Brother Charlie
Ponta de Lança Africano (Umbabarauma)
Fio Maravilha
Gostosa
Oba, Lá Vem Ela
Taj Mahal


Alexandre Beckão é: Carioca, Aquariano, Súdito de Jorge Ben Jor e devotado de forma irreversível à Música. Paz & Música!!! Namastê!!!

Posted by Michael Meneses Tuesday, March 26, 2019 4:58:00 PM Categories: Black Music Bloco Vem Cá, Minha Flor Carnaval Circo Voador DJ DJ Marcelinho da Lua Samba Samba Rock Tim Maia
Portal Rock Press