Paradise Lost: Gothic in Rio - Teatro Rival/RJ - 31/08/2018

Retornando ao Rio de Janeiro o Paradise Lost fez uma apresentação no Teatro Rival, Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAESdigna de sua história, sua representatividade e importância ao Heavy e ao Gothic Metal. Um desses shows onde banda, palco, produção e publico jogam juntos, para felicidade geral! 

Paradise Lost: Gothic in Rio - Teatro Rival - 31/08/2018
TEXTO: Marcus Larbos – FOTOS: Antônio Carlos Paes

Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAES

Passados 23 anos dos primeiros shows no Brasil e depois de outras vindas ao país, os ingleses da banda Paradise Lost retornaram as terras Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAEStupiniquins. No Rio de Janeiro a mais recente apresentação ocorreu no último dia 31/08/2018 e o cenário escolhido foi o formoso Teatro Rival localizado no Centro da capital carioca e palco de outros grandes shows, Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAEScomo foram os do Uriah Heep, Viper, UFO, Accept e outros nomes do rock nacional e mundial. O espaço possui uma boa acústica, bem como um ambiente agradável e aconchegante elevando a boa energia do espetáculo.

O público marcou presença, em sua maioria por fãs veteranos, gente que acompanha os ingleses do Paradise Lost desde seu inicio, antes dos primeiros shows no Brasil em 1995 (Monster Of Rock em SP) e no Rio de Janeiro, dividindo o palco com Faith no More e Ozzy Osbourne. Era visível que grande parte do publico tinha uma faixa etária a partir dos 30 anos. Seja como for, estavam todos animados e compactuaram com a mesma energia incansável da banda do início ao fim do set.

A banda entrou no palco por volta das 21 horas, e já foram metendo o "pé na porta", mandando um set matador e bem diferente do que vinha sendo apresentando nos últimos shows da tour. Abriram com "From the Gallows" uma Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAEScanção densa, pesada e faixa do álbum "Medusa", último trabalho da banda. Além dessa apenas a música que dar nome ao novo disco foi incluída no show. Aliais um fato curioso foi que alguns sons do set eram faixas título de álbuns da banda: "Gothic", "One Second", "Requiem", "Medusa" e "Faith Divide US"; fazendo assim referência a esses trabalhos. No início da apresentação o som estava um pouco embolado, especialmente com o contrabaixo estar muito grave e alto, e tanto o  vocal quanto a bateria  estavam um pouco baixos; Já na segunda música sanaram o problema e a partir daí o som segui perfeito.

Os integrantes pareciam estar bem a vontade e satisfeitos no palco e foram também muito atenciosos e simpáticos com o público. Vale também destacar a ótima forma dos músicos, provando que os anos de estrada os deixaram mais seguros e "afiados", uma prova direta de quanto a banda evoluiu em todo esse tempo. Engrandecendo assim o show, que durou cerca de uma Paradise_Lost_Brasil_RJ_FOTO_ANTONIO_CARLOS_PAEShora e meia de puro êxtase, foi tão intenso que o publico poderia ter tranquilamente ficado por mais duas horas de show. 

O publico do Rio de Janeiro, só tem a agradecer à banda quanto à MGB Produções, ao Teatro Rival e assim como todos envolvidos com a vinda do Paradise Lost ao Rio de Janeiro e ao Brasil, pois juntos proporcionaram um show magnífico dessa banda única; E que o Teatro Rival continue sendo o lar de muitos outros eventos desse nível na cidade do Rio de Janeiro. - Marcus Larbos.

Postado por Michael Meneses sexta-feira, 7 de setembro de 2018 11:56:00 Categories: Doom Metal Gothic Metal Heavy Metal Metal MGB Entertainment Paradise Lost Show Teatro Rival
Portal Rock Press