LOLLAPALOOZA – Uma Experiencia Itinerante!

O itinerante festival e internacional aterrissa novamente a América do Sul. Com suas já tradicionais edições Lollapalooza Brasil no Chile e Argentina que acontecem simultaneamente nos dias 16, 17 e 18 de Março, e nos dias 23, 34 e 25 no Brasil no Autódromo de Interlagos em São Paulo. As principais atrações desse ano estão, Pearl Jam, Red Hot Chilli Peppers, David Byrne, The Killers, Royal Blood, The Nacional, Liam Gallagher, LCD Soundsystem, Imagine Dragons. Entre as bandas nacionais, destaque para; Vanguard, Ego Kill Talent, Malu Magalhães, Selvagens à Procura De Lei, Luneta Mágica, Ventre entre outros...  Além de música em diversos segmentos, o festival oferece outras atrações como Food-trucks, áreas de descanso, recreação, brinquedos. Tudo para que a experiência seja além da música. Quer conhecer mais sobre o Lolla? Leia a matéria. 


LOLLAPALOOZA – Uma Experiencia Itinerante
TEXTO: Paula Puga e Michael Meneses - IMAGENS: Divulgação

Lollapalooza BrasilNo final dos anos 1980 e inicio da década de 1990, os movimentos culturais espalhados pelo mundo estavam prometendo inovações em diversos segmentos artísticos. Bandas novas despontavam como revelações musicais, filmes que marcaram aquela geração, clássicos literários e uma lista de opções alimentavam fortemente a indústria cultural. Em meio esse universo de possibilidades de entretenimento que mais precisamente no ano de 1991, Perry Farrel, líder da banda Jane’s Addiction, teve a ideia de fazer um show de despedida da banda de uma Lollapalooza 1991forma diferente: Partiu convidando diversas bandas de amigos para fazer uma tour itinerante. Assim nascia a primeira edição do Lollapalooza, no line-up do festival, estavam bandas que naquela época representavam a revelação musical da virada de década. Entre elas, Nine Inch Nails, Living Colour  e Ice T e alguns nomes veteranos como o Siouxsie and the Banshees. O evento ainda dava espaço para artistas circenses e monges Shaolin, tudo isso com a intenção de promover e fazer circular a cultura alternativa na América do Norte. O inspirado Farrel deu vida a expressão “Nação Alternativa”, com a finalidade de se referir e dar visibilidade aos estilos considerados alternativos entre eles o Grunge e o Rap, se afirmando como uma contracultura dos anos 1990.

Lollapalooza 1992Após a primeira edição, o evento cresceu, mas sem perder sua essência original, abrindo espaço para bandas como Red Hot Chilli Peppers, Pearl Jam, Alice in Chains, Rage Against The Machine e o rap Ice Cube foram as principais atrações da segunda edição. Cientes dessa interatividade que o festival proporcionava o Rage Against The Machine foi um exemplo de quem soube aproveitar a visibilidade do evento e a liberdade que o festival dava para promover e debater temas de protestos, levantar bandeiras e fazer aquela geração pensar, em pauta a censura. Na época, as autoridades americanas estavam criando o selo “Parental Advisory”, um adesivo colocando nas capas dos discos considerados com “Conteúdo Impróprio”. A atitude dos músicos do RATM se fez presente quando eles subiram nus ao palco, com uma fita adesiva na boca e com cada músico com uma letra da sigla do PMRC pintada no corpo, (PMRC, sigla do  Parents Music Resource Center, o comitê americano criado em prol da censura). Um momento que ficou marcado na história do Lollapalooza com a banda se mantendo parada (e pelada) por 15 minutos e apenas o som de uma guitarra musicava o protesto. Inicialmente, a atitude foi celebrada pelo público, porém, os 15 minutos cansavam e a plateia que quase sempre reclamavam afinal o que todos queriam era ouvir o som da banda. Seja como for, o protesto até hoje é uma fonte de inspiração em manifestações em prol da liberdade de expressão.

Lollapalooza 1994No ano de 1994, além de uma nova edição do Lolla, aconteceu a segunda edição do lendário Festival de Woodstock, em comemoração aos 25 Anos do evento. O que acabou dividindo um pouco a atenção do público e da imprensa. No Brasil a TV Bandeirantes transmitiu quase que ao vivo alguns shows daquele Woodstock, enquanto apenas a mídia especializada em rock deu a devida atenção ao Lollapalooza. Naquele ano entre as atrações, o Lolla contou com as bandas Smashing Pumpkins, Beastie Boys e Green Day. O Nirvana estava confirmado como um dos headlines, porém, no dia 7 de abril sua apresentação foi cancelada e no dia seguinte, Kurt Cobain foi encontrado morto em sua casa. Courtney Love, viúva se Kurt, marcou presença em alguns shows daquela edição do Lollapalooza onde falava sobre o ocorrido com marido. 

Na edição de 1996, ocorreu uma polêmica envolvendo o Metallica: o público não assimilou muito bem a ideia da banda no evento alegando que o Metallica não tinha a cara do Lolla. De certo modo o publico tinha razão, afinal o festival sempre foi sinônimo de musica e arte independente. Só para ter uma ideia da importância da cultura independente no festival, o próprio Ozzy Osbourne conta em sua biografia que foi vetado de participar do festival sobre a alegação de que ele era um “Dinossauro do Rock”. O fato fez com que Ozzy fizesse seu próprio Festival, o Ozzy Fest. Ainda em 1996, o seriado Os Simpsons chegava a sua sétima temporada e o 24º episodio fez uma homenagem ao festival que foi intitulado de “Homerpalooza”. A animação contou com Peter Framptom, Smashing Pumpkins, Cypress Hill e o Sonic Youth que ao final do episodio tocou o tema do desenho. A parte triste daquele ano foi o desligamento de Perry Farrel da organização do festival. 

No ano seguinte, em resposta ao incidente com o Metallica a organização tentou diversificar as atrações inserindo bandas de Country e Música Eletrônica. Contudo, com o declínio do movimento grunge, o Lollapalooza perdeu público e a edição de 1998 foi cancelada por não conseguir fechar com bandas representativas.

Lollapalooza - O Recomeço

Lollapalooza 2013Depois da longa pausa, em 2003, Perry reuniu novamente o Jane’s Addiction e reorganizou o Lolla. O evento ganhou novo folego, percorrendo 30 cidades e reunindo nomes como Audioslave, Incubus, Queens Of The Stone Age entre outros. Ainda assim, o publico foi abaixo do esperado e no ano seguinte foi novamente cancelado.

No ano de 2005, Lollapalooza retornou mais uma vez, mas com formato diferenciado, deixando de sLollapalooza 2005er itinerante. Agora o festival tinha uma casa e se fixou em Chicago, dois dias e evento e diversificou o line-up. Entre as bandas, tocaram Arcade Fire, Weezer, The Killers, Billy Idol, Pixies e The Black Keys. Justamente com essa remodelagem, o festival cresceu (e muito!) e se tornou um dos principais eventos culturais do Estados Unidos e carimbando em definitivo seu referencial como um dos mais importantes eventos em prol da diversidade cultural no mundo.

Lolla Itinerante pelo Mundo

Com o festival forte nos EUA, e sendo reconhecido mundialmente como um símbolo de interatividade artística, era hora do Lollapalooza se tornar itinerante pelo mundo e coube a América do Sul acolher muito bem a proposta do evento. Ainda nos anos 1990 circulavam boatos que o festival teria sua edição brasileira, mas nada se concretizou, tudo não passou de papo de buteco. A viagem intinerante do Lollapalooza só foi acontecer na américa do Sul em abril de 2011 com o Chile sendo o primeiro País da América Latina a receber o festival. Aquela primeira edição em Santiago do Chile teve entre as atrações bandas como The Killers, Kanye West, 30 Seconds To Mars, Sublime With Rome e Jane’s Addiction. O evento ganhou visibilidade e a partir do ano de 2014 a Argentina também passou a sediar o festival. No ano de 2016 o Lollapalooza estreou em Berlim, Alemanha. Já em julho de 2017, ocorreu o festival ganhou sua Parisiense e nesse ano de 2018, uma nova edição do festival já está confirmada para os dias 8 e 9 de setembro em Berlim. Nas edições sul-americanas desse ano de 2018, os eventos no Chile e na Argentina acontecem simultaneamente nos dias 16, 17 e 18 de Março em na semana seguinte é a vez do Brasil em São Paulo.

Lollapalooza Brasil!

Lolla Brasil

Lollapalooza Brasil 2012Em abril de 2012, o Lollapalooza desembarcou no Brasil, o festival foi realizado no Jockey Club de São Paulo, uma semana após a edição Chilena. Nessa primeira edição Brazuca do evento teve como principais atrações o Foo Fighters, Cage the Elephant, a veterana Joan Jett, Arctic Monkeys, Jane's Addiction, Gogol Bordello, Foster The People e MGMT. Entre as atrações nacionais destaque para Wander Wildner, Garage Fuzz, O Rappa, Plebe Rude, Cascadura, Velhas Virgens e Marcelo Nova, inicialmente o Lobão estava escalado, mas logo ao ser anunciado no evento, disponibilizou um vídeo com comentários críticos aos horários destinados aos artistas nacionais e acabou não participando do festival. Seja como for, o grande show daquela edição foi certamente o Foo Fighters que teve direito até a uma jam com Joan Jett.

No ano seguinte, uma nova edição, as principais atrações do Lollapalooza Brasil 2013 foram; Pearl Jam, The Killers, Lolla Brasil 2013The Black Keys, Cake, Queens Of The Stone Age, The Hives, Flaming Lips, A Perfect Circle, Franz Ferdinand, entre os nomes nacionais, o destaque para Planet Hemp, Agridoce, Graforréia Xilarmônica, Vanguart, Holger, Boss in Drama, Criolo e Vivendo do Ócio.

Lollapalooza BR 2014A partir do ano do 2014 a produção do Lollapalooza Brasil passou para a Time 4 Fun e o festival passou a acontecer no Autódromo de Interlagos, onde continua até os dias de hoje. Naquela esta edição, foram destaques internacionais no de Interlagos as bandas; Pixies, Vampire Weekend, New Order, Muse, Arcade Fire, Cage the Elephant, Nine Inch Nails, Soundgarden, Johnny Marr e Imagine Dragons, enquanto os representantes brasileiros foram Raimundos, Nação Zumbi, Vespas Mandarinas, Selvagens à Procura de Lei, Silva, Apanhador Só, Brothers of Brazil entre outros.

Em 2015 o evento chegava a sua quarta edição brasileira e recebia como principais atrações Smashing Pumpkins, Pharrell Williams, Jack White, Calvin Harris, Interpol, e a eterna voz do Led Zeppelin, Robert Plant que sempre é um sinônimo de um show majestoso, fato que logicamente se confirmou. Entre os artistas nacionais, tocaram naquele Lolla o Mombojó, Pitty, Far From Alaska, Marcelo D2, Scalene, Banda do Mar e outras.

Consolidado no Brasil como uma das grandes atrações do primeiro semestre, a edição de 2016 o Lollapalooza teve como destaque internacional, as bandas Bad Religion, Noel Gallagher (Oasis), Eagles of Death Metal, Tame Impala, Mumford and Sons, Florence + the Machine, o Rapper Eminem, Snoop Dogg, Alabama Shakes entre outras. Entre os nacionais, destaque para os sergipanos do The Baggios, Matanza, Emicida, Supercombo e Dônica.

No ano passado o destaque internacional foi o Metallica, mas o evento ainda contou com nomes como Duran Duran, The Strokes, Rancid, The Weeknd, The xx e The 1975 e entre os nacionais méritos para The Outs, Doctor Pheabes, Suricato, Céu, Criolo, BaianaSystem entre outros nomes.

LOLLAPALOOZA 2018

Ego Kill Talent Lollapalooza 2018A próxima edição em terras brasileiras acontecerá nos dias 23, 24 e 25 de março, tendo como headliners internacionais as bandas Pearl Jam, Red Hot Chilli Peppers, o Ex-Talking Heads David Byrne, Royal Blood, The Killers, Imagine Dragons, LCD Soundsystem, Liam Gallagher e The Nacional. Os nomes de destaque no cenário nacional são Vanguard, Ego Kill Talent, Malu Magalhães, Selvagens à Procura De Lei, Luneta Mágica entre outros.

O que esperar do Lollapalooza Brasil 2018?

Independente dos shows nacionais e internacionais que já garantem a diversão, o Lolla representa ao longo da história um exemplo de interação cultural, onde um segmento artístico interage com outro e ao final todo mundo e toda manifestação cultural sai com uma experiência digna de uma vitória cultural em prol da arte como um todo. – Paula Puga e Michael Meneses!

Comentários

Comentários não permitidos neste 'Post'.