FESTIVAL BEM ALI – Merece Palmas - 6ª edição do evento mostra a força da Cena Independente no Tocantins! - ENTREVISTA com o produtor Fábio Henrique

A cena independente nacional vai MUITO além do eixo Joe_Silhueta_Festival_Bem_Ali_2019Rio-São Paulo. De norte à sul do Brasil, várias iniciativas boas acontecem inspirando novas atitudes em prol do rock e da cultura! Um exemplo é o Festival Bem Ali que chega a sua 6ª edição integrando música e outras artes em Palmas, capital do Tocantins. O evento acontece próximo sábado (19/10), com shows do Joe Silhueta, Molho Negro, Big Marias, Stolen Byrds, Wizened Tree, Almirante Shiva, Desert Crows, Soprü, Indxxr, DJs e ainda artes cênicas e visuais. Entrevistamos Fábio Henrique da Árvore Seca Produções e idealizador do Bem Ali na coluna 1, 2, 3, 4...

 

FESTIVAL BEM ALI – Merece Palmas - 6ª edição do evento mostra a força da Cena Independente no Tocantins!

ENTREVISTA com o produtor Fábio Henrique
TEXTO: Michael Meneses
FOTOS: Divulgação

Festival_Bem_Ali_2019

Produzir cultura alternativa em nosso país não é fácil, sobretudo em dias conturbados como os atuais! As produções se tornam ainda mais complexas em regiões distantes dos holofotes das metrópoles. Isso é algo que há muito tempo se discute, eu mesmo, morei em Aracaju/SE na década de 1980, já naqueles anos acompanhava tal questionamento, e acho que todos sabemos que infelizmente essa visão bairrista precisa mudar. Os anos passaram, muita coisa aconteceu no Brasil, algumas realmente lamentáveis, ao ponto de estamos vivermos um retrocesso de ideias que há muito tempo se provou que estão ultrapassadas. Almirante_Shiva

Por outro lado, ganhamos novas cidades, capitais e estados, assim como iniciativas fora do eixo e vitrines culturais. Exemplo disso, é o Festival Bem Ali que chega a sua 6ª edição em Palmas no Tocantins. Esse ano o evento reúne nomes relevantes do atual rock nacional, assim como evidenciam o cenário local. Estão no cast as bandas, Joe Silhueta (DF), Almirante Shiva (foto) (DF),  Molho Negro (PA),  Stolen Byrds (PR), Desert Crows (GO), Big Marias (TO), Wizened Tree (TO), Soprü (TO) e Indxxr (TO), DJs e ainda artes cênicas, flash tattoos, gastronomia, produções com graffites. "A proposta é mostrar, de forma inovadora, o que há de mais expressivo no cenário palmense e brasileiro", afirma a produção.

O Festival Bem Ali é uma iniciativa da Árvore Seca Produções, e por isso conversamos com Fábio Henrique, idealizador do evento e que nos falou da cena alternativa do Tocantins, nessa entrevista na Coluna 1, 2, 3, 4...

1 – Rock Press/Michael Meneses - Muita coisa legal acontece além do eixo Rio-São Paulo. Apresente um pouco a história do festival e da cena rock em Palmas/TO aos leitores da Rock Press...
Fábio_Henrique_Arvore_Seca_Prod_Festival_Bem_AliFábio Henrique/Arvore Seca Prod. -
Palmas é uma cidade jovem, tem 30 anos e o Tocantins tem um ano a mais e é uma cidade e um estado que, no começo, teve muito pouco de cultura e lazer, mas foi crescendo com pessoas que vieram de fora. Sofre muito influência de outras regiões. São apenas duas, ou uma geração nascida aqui. A cena aqui passou por muitas fases, teve hardcore, metal, no início dos anos 2000. Passamos uma queda forte da cena autoral, não se vê a cena como um todo explodindo. Era um movimento de nicho que nascia, morria e se iniciava outro. Mas hoje tem uma diversidade de gêneros crescendo. Como o Bem Ali mesmo. Tem banda de indie, stoner, de rap, com uma pegada mais MPB. E foi uma mescla que também teve em outras edições. É uma cena que tem muito a se desenvolver e é muito promissora.

2 – Rock Press - Como foi feito a curadoria para escolha das bandas para o Festival e quais nomes seriam opções para um futuro cast?
Fábio Henrique - Sempre buscamos evoluir e isso passa pela crítica do público da edição anterior. Falaram que fizemos um festival focado muito em um gênero musical, mas o Bem Ali é a celebração da cena alternativa como um todo, da cidade inteira (alternativo como contracultura, contra sertanejo, essas coisas, mas sem desmerecer). E então, desta vez, buscamos uma edição mais diversa, que dialoga até com as atrações que não são musicais. Como o pai que leva o filho para ver uma atração de circo, aquele que vai curtir um DJ e não gosta tanto de rock, mas terá também uma banda de hip-hop. É um momento de comunhão e apresentar coisas novas. Temos que apresentar todas as possibilidades. A questão é trazer as pessoas, não afastar, essa é a principal questão da curadoria deste ano e, certamente, pautará as próximas.

3 – Rock Press -  Além de shows, o Festival Bem Ali terá outras atividades. Para a produção qual a importância Molho_Negroem estar promovendo essa interação entre música, artes visuais, gastronomia...
Fábio Henrique - Ano passado foi a primeira vez que fizemos o Bem Ali com atrações extra musicais. Quando falei do festival para o pessoal das outras áreas, disse que não seria o sucesso que foi se cada um não trouxesse um pedaço da sua cena para o evento. Talvez o pessoal do grafite se interesse mais por circo, por exemplo. Queremos que a galera do hip hop vá ao show do Molho Negro (Foto), bata cabeça e pire ao som deles. Esse mix de tudo acontecendo ao mesmo tempo é muito legal. Cansou de ver show? Vou ver circo, vou ver alguém grafitando ou fazer uma tatuagem. Vamos manter isso para sempre no Bem Ali.

4 – Rock Press -  Passado o Festival Bem Ali, quais serão as próximas atividades da produtora Árvore Seca...
Fábio Henrique - Várias ideias, como começar a programar o Bem Ali 2020, que é o carro chefe da produtora. Mas temos uma casa de eventos e estúdio. Queremos dar um up no setor fonográfico e levar mais o nome de Palmas para fora. Queremos que nossas bandas toquem fora, tem muita coisa boa. Mas vamos agitar sempre a cena local, tentar trazer de novo uma banda gringa.

5 – Rock Press - Deixe o recado final...
Fábio Henrique -
O recado é que a Árvore Seca veio pra ficar e o Bem Ali está só no começo. Miramos longe, mesmo, não temos medo de arriscar, de sonhar. Estamos em Palmas, mas queremos fazer um festival nível São Paulo, Rio de Janeiro. Queremos que pessoas de todas as regiões do Brasil venham para Palmas. Vamos levar o nome de Palmas longe! 

 

Merece Palmas e a Região Norte Merece...

Os ingressos estão à venda (veja abaixo), vale lembrar que realizar eventos como o Festival Bem Ali e tantos outros pelo Brasil localizados geograficamente fora do eixo Rio – SP, é por si só um ato de vitória para toda a cena independente. Logo, a Rock Press reconhece a importância dos patrocinadores envolvidos, assim como entende ser fundamental a presença do público, não apenas da capital Palmas, como também da região adjacente, afinal, a participação do público é a certeza de futuras edições do Bem Ali, assim como outras iniciativas, por lá, aqui ou quem sabe aí na sua cidade! #Recomendamos! – Michael Meneses!

SERVIÇO - 6ª edição do Festival Bem Ali

Festival_Bem_Ali_2019SHOWS: 
DATA:
 19 de outubro de 2019 - 18 horas.
LOCAL: Ahadu Eventos - Quadra 110 Norte Alameda 5, 13 - Plano Diretor Norte, Palmas/TO
INGRESSOS: Joe Silhueta (DF) + Almirante Shiva (DF) + Molho Negro (PA) + Stolen Byrds (PR) + Desert Crows (GO) + Big Marias (TO) + Wizened Tree (TO) + Soprü (TO) + Indxxr (TO) + Circo os Kaco + Zero 63 Crew + After com Djs +Flash Tattoo.
No Site: https://www.sympla.com.br/festival-bem-ali-2019__625612
Venda física:
Aloha HeadShop & Tabacaria:
 Quadra 110 Norte, Av. Jk, nº 16, lote 9, sala 9 – Palmas/TO. - Tel: (63) 99238-5897
Restaurante Temperança: Quadra 106 Norte, Alameda 6, lote 16 – Palmas/TO.- Tel: (63) 98424-5296
Köwa Hamburgueria & Steakhouse: Quadra 103 Sul, Rua So 3, lote 11 – Palmas/TO. - Tel: (63) 3215-1996
Helcci: Quadra 103 Sul, Av. Jk, lote 152-A – Palmas/TO. - Tel: (63) 98512-7965
EVENTO: https://www.facebook.com/events/685408495272714/
SITE OFICIAL: https://www.bemali.arvoreseca.com.br/
FANPAGE: https://www.facebook.com/arvoresecaproducoes/
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/arvoreseca/
TWITTER: https://twitter.com/arvoreseca_
PATROCÍNIOS: Cervejaria Astúria + Helcci + headshop e tabacaria Aloha +  + Hamburgueria Köwa + 103 hotel e flats + Agência Public + Intercon Comunicação Visual + Círculo Filmes + Gráfica Impri Mix + WR Gráfica & Editora + Sidetrack Magazine.
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos.

Portal Rock Press