Em noite agradável MGMT põe pra dançar e delirar fãs que bancaram a sua vinda!

O sol estava de rachar o coco, e mesmo à noite quando ele já tinha MGTM_in_Rio_FOTO_Nem_Queirozpartido, seu calor não nos deixava esquecer de uma suposta noite de verão. Foi uma noite quente, mais que isso, foi uma noite com o MGMT! Essa é a mesma sensação que ficou depois de mais uma atração bem ao estilo "Queremos" no Circo Voador! Insaciável e poderosa! Poderosa porque como remete o nome do evento, a plateia sabe o que quer, ela pede, a produção atende!


 Em noite agradável (apesar do calor), MGMT põe pra dançar e delirar fãs que bancaram a sua vinda!
Circo Voador – RJ/RJ – 14 de Novembro de 2018
Texto e Fotos: Nem Queiroz

E assim veio aportar por aqui mais uma banda com esse selo que já se configura como um dos melhores do Rio/Brasil! Basta lembrar que nomes como Alabama Sheik, Cage The Elephant e Jake Bugg, já estiveram por aqui graças a essa formidável parceria entre o público e seus organizadores. Então, antecipadamente, Obrigado, Queremos! Vocês são mesmo "jóias"! Nossa! Mas que expressão mais antiga, mas vamos ao show!

MGTM_in_Rio_FOTO_Nem_QueirozO MGMT é uma daquelas bandas que a gente já gosta só pela propaganda. Eu, por exemplo, tinha um frisson de conhecê-la e confesso que instintivamente já gostava. Precisava conferir! No melhor estilo "nunca te vi, sempre te amei!". E foi assim que tudo se deu! A apreensão era tanta que a hora voou! Fora a redundante falácia sobre o calor que fazia, de repente já estávamos todos lá de frente pro palco, pouco nos importando com o suor ou com coisa que o valha. O que valia mesmo é que o nosso desejo seria realizado. A banda que estava marcada para iniciar o espetáculo às 22:30 em ponto, nos deixou afogados em uns infinitos 10 minutos a mais. Pra ser mais preciso, as 22:43!

Uma intro, música mecânica mesmo, luzes afiadas, fumacê no palco e lá vinha os meninos! Pouco antes disso, nós os fotógrafos, também nos apinhávamos no nosso 'currual' colados ao palco. Nesse ínterim, já conseguia entender um pouco mais da paixão, que naturalmente abocanha os jovens e outros não tão jovens assim, dos que fazem de tudo para conquistar seus sonhos, (e desculpa, não pude resistir: "Sonhos de uma noite de verão"!) e também para estar perto de seus ídolos! Nessa convulsão de desejos, consegui, por exemplo, conversar e fotografar algumas lindas moiçolas e rapazolas (juventude bonita e esperta, calorosa) que se espremendo no gargarejo, com suas tatuagens, sim, tatuagens!, nos punhos e ante braços, com o nome e o logo da banda e também com títulos de suas músicas preferidas!

Cartazes também se faziam presentes com pedido de música e declarações de amor, é claro, que MGTM_in_Rio_FOTO_Nem_Queiroznão podiam faltar. Tanto assim o foi, que a banda chegou até a ganhar, de uma fã, um quadro, tamanho médio, cariosamente recebido e posto com igual carinho no meio do palco já tão lotado pela parafernália de cabos e sentetizadores e mais teclados, bateria e tudo mais que até deixava limitados, de se mexer com mais desenvoltura, os músicos da banda. Se bem que Ben Goldwasser & Andrew VanWyngarden, (na verdade a banda é um duo NovaYorkino que começara sua carreira dentro de Studios e ilhas eletrônicas, não sendo propriamente músicos de formação), são bem auxiliados por bateria, baixo e mais um teclado,  a dupla talvez não tenha se incomodados  tanto com pouco espaço (eles fazem o estilo "bem comportadinhos").

Então lá vinham eles! Logo de prima senti uma psicodelia em tudo, um telão eletrônico atrás da banda exibia ininterruptamente imagens psicodélicas dando um efeito bastante contribuitivo ao show! Na segunda canção, já atacaram de "Time to pretender" e o público se deslanchou, cantando junto cada vírgula, pulando, se divertindo. Muito glitter e agora também pessoas em volta a colares de luzes pendurados pelo pescoço e corpo abaixo (uma nova onda!?) davam o clima da noite. O vocalista, cantando quase a noite toda em falsete, uma voz agradavelmente limpa, fina e sempre no tom, que em júbilo a MGTM_in_Rio_FOTO_Nem_Queirozplatéia devolvia numa boa energia, que emanava em todo o interior do Circo Voador. A casa estava lotada e mesmo com uma boa parte do show destinada às novas canções do  recém lançado disco "Little Dark age", título de umas das músicas, que foi a quarta a ser executada, o público se divertia e se esbaldava de todo modo, mesmo porque já as tinham na ponta da língua!

Fato curioso foi Ben Goldwasser, o vocalista, trazer pro palco uma bicicleta ergométrica e pelo que dava para entender, é que ele iria pedalar e cantar ou tocar órgão ao mesmo tempo. Pelo que deu pra entender, não deu muito certo! Apenas cantou sentado nela a dispensando em seguida! "Flesh Delirium" e "Swotm" talvez estrategicamente localizadas no meio do set, deram um up a mais num show que, embora composto de canções, mesmo que com boas roupagens eletrônicas, não fugia do estilo Indie com pouca pegada rock'n Roll. Mas isso não era problema algum, a galera, mesmo sem pular, em algumas músicas,  acompanhava vidrada com olhos, pés e cabeças moderadamente batendo, cada canção. Parecia até um trampolim para um novo hit! E foi assim até o fim (com altos e baixos. Com mais altos que baixos), principalmente com "Kids", o super aguardado número, posta na parte final do show, que aí sim, não deixou ninguém parado.

Ainda teve "Electric Fell", outra que sacudiu, e a cantada a plenos pulmões no refrão, "Me & Michael"! Era a saideira! Apesar de um grande número, não era uma canção pra fechar a noite! O show terminou com um seco "obrigado, essa foi a última música da noite"! Eu sabia que não era! Depois de deixar o público pedindo bis por alguns minutos,MGTM_in_Rio_FOTO_Nem_Queiroz a banda voltou para a execução de mais duas canções. As mornas "Tslamp" e "The handshake". Valeu porque todos queriam que o show varasse a madrugada, o clima, mesmo com aquele calor infernal, estava ótimo, mas seria talvez muito melhor que reproduzissem  aquelas que a galera mais vibrou! Kids seria, com certeza, uma delas!

A bem da verdade, a noite não terminava ali! Ainda tinha o DJ da pista, e lá fora, no lado descoberto da lona, uma lounge com mais dois DJs botando pra ferver! Era pouco mais de meia noite e pelo andar da carruagem, a galera ficaria por ali por um bom tempo! Uma noite boa de calor, som e fúria adorável! Valeu Queremos! Valeu MGMT!!! E como valeu! - Nem Queiroz


Nem Queiroz - O Fotógrafo observador é músico e escritor! 

Posted by Michael Meneses Saturday, November 17, 2018 1:13:00 PM Categories: Circo Voador DJ Lapa/RJ MGTM Psicodelia Queremos! Rock Show
Portal Rock Press