Cypress Hill - Los Grandes Exitos in Rio – HUB/RJ – 11/10/2018!

Teve chuva, engarrafamento, atraso, ganja, teve showzaço do MC Marechal, erva, DJs de primeira linha animando a massa, Cypress_Hill_DESTAQUE_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_Obrigatóriomarijuana, teve DJ Mix Master Mike alucinando nas pick-ups, fumaça, teve o Cypress Hill tocando redondo... e teve até teto preto*!

Cypress Hill - Los Grandes Exitos in Rio – HUB/RJ – 11/10/2018!
TEXTO: Alexandre Beckão – FOTOS: Michael Meneses!

Cypress_Hill_DESTAQUE_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_ObrigatórioSe você, assim como eu, esperou (quase!) 22 anos pra sentir de novo a pressão sonora do Cypress Hill ao vivo. Sei que assim como eu, você está com um puta sorrisão colado no rosto. Aos que não se encontravam presentes na HUB-RJ na última quinta (11/10), véspera do feriadão, meus mais sinceros “não façam mais isso!”. Noites como essa, são muito difíceis de repetir com a mesma alegria, vibração e energia. Mesmo com a chuva fina que teimou em cair durante todo o dia, e o já costumeiro nó no trânsito do centro da cidade que dificultou um pouco nossa chegada ao HUB-RJ. Mas, nada derrubou a nossa expectativa de que seria uma grande noite, e realmente foi. Mais uma vez, deixo aqui um muito obrigado à produção e a equipe da casa, que como sempre e já de costume, nós recebeu e a todos muito bem. Obrigado!

O som e a iluminação estavam harmônicos em todas as apresentações e mais uma vez a sonorização do evento foi excelente. Na abertura, tivemos os DJs Jimmy Jay & Tammy que misturaram passado e presente, numa seleção de graves que foi de Afrika Bambaataa a Kendrik Lamar sem perder o passo e nem o rumo, muito bom! Depois do show do Mc Marechal foi a vez do já lendário DJ Sadam sacudir todo mundo com os graves tocando o fino do Hip Hop de todas as épocas. E sem muito esforço, deixar a galera no clima certo para os donos da noite. Salve, DJ Sadam! #TheOldSkoolRules.

Sem mais, vamos aos shows...
MC_Marechal_abertura_Cypress_Hill_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_ObrigatórioMC Marechal:
 Rodrigo Vieira é nativo de Niterói/RJ, e dispensa qualquer apresentação. Mas mesmo assim, ele é Rapper desde o final da década de 90, e tem uma das verves mais contundentes no cenário do Rap nacional. Engajado, polêmico, inspirador, ativista, e MC_Marechal_abertura_Cypress_Hill_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_Obrigatórioprodutor cultural são só algumas das atribuições que ele acumulou ao longo dos vários anos de estrada. E sim, tem muitos fãs fiéis, admiradores e muitos seguidores da sua ideologia o “Um Só Caminho”, que se resume no respeito, lealdade e disciplina, sem discípulos e sem hierarquia, a união de todos esses "caminhos" em defesa de um único objetivo. Outros teriam ficados intimidados em abrir para o CH, mas Marechal fez como sempre e levou sua apresentação naquele esquema suave, munido apenas de um CDJ e sua incansável disposição, conduzindo a massa sem quase demonstrar esforço. Começou com “É a GuerraNeguin”, e seguiu com “Ponto de Ônibus”. Depois mandou “Griot” e “Viagem”. “Iluminai Nossos Caminhos” foi levada a capela, e seguida por uma inédita em parceria com o Mestre Nelson Sargento. Depois veio “1º de Abril”, single do CD (Que nunca sai! Rsrsrs). Na sequência uma das antigas “Sua Mina Ouve Meu Rap” em homenagem aos vários amigos da Velha Guarda do Rap Carioca que estavam presentes. Fechou sua performance com “Espírito Independente”. Todas foram cantadas com a colaboração do público, só pra constar. Ficou apenas uma pergunta no ar: “Quando sai o CD?” Rsrsrs... Salve, Marechal, Continências prestadas!

Cypress Hill: Antes de falar da apresentação do CH, é impossível não estender algumas linhas para descrever Cypress_Hill_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_Obrigatórioa emoção de assistir a um dos grandes DJs da história. Sob o título de “aquecimento” o DJ Mix Master Mike (ex-Beastie Boys) fez uma curta apresentação de aproximadamente 15 minutos. Dono de grande habilidade, ele cortou, sampleou e virou com uma energia, que arrepiou e arrancou aplausos da massa que lotava a HUB-RJ. Na sequência, Sean Dog, B-Real e Eric Bob entraram no palco e deram o start na festa.

Cypress_Hill_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_ObrigatórioComeçaram com o single do novo álbum Elephants On Acid, “Band Of Gypsies” explodiu forte no PA, e começou a viagem. Na sequência, “Get 'Em Up” do álbum anterior Rise Up (2010), e mais pressão. “Real State” é a primeira das antigas, e é seguida por “Hand On The Pump”, ambas do 1º álbum Cypress Hill (1991).

Black Sunday (1993) diz presente com “When The Shit Goes Down”. Assim como, Temple Of Boom (1995) Cypress_Hill_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_Obrigatóriocom “Throw Your Set In The Air” e “Boom Biddy Bye Bye”, essas canções mais antigas são cantadas com a galera fazendo coro o tempo todo. Outra das novas, “Put Em In The Ground”. E mais Black Sunday com “Cock The Hammer”, uma das minhas favoritas de sempre, e “Lick A Shot”, o coro acompanhou. “Latin Lingo” é tão especial, que Sean Dog trocou seu boné por seu antigo chapéu para executá-la a caráter. E a galera, claro, aplaudiu muito e cantou junto. 

Mais Spanglish com “Latin Thugs” de Till Death Do Us Part (2004). Mais o público vibrou mesmo foi com “Tequila Sunrise” de IV (1998), coro do começo ao fim. Do álbum Los Grandes Exitos En Español (1999) foi a vez de “Yo Quiero Fumar”, e depois seguida por “Dr. Greenthumb” de IV cantada a plenos pulmões por todos do público. Mais uma das novas “Crazy”, tem boa recepção.

Cypress_Hill_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_ObrigatórioO clássico “How I Could Just Kill A Man” só não empolgou mais, porque foi seguida do Mega Hit “Insane In The Cypress_Hill_Show_in_Rio_Brasil_FOTO_Michael_Meneses_Créditos_ObrigatórioBrain”, que mesmo lançada há 25 anos fez a casa vir abaixo. Na sequência, “Illusions” e outra clássica “I Ain't Goin' Out Like That” cantada em coro com o público. Pra fechar, tocaram a pesada “(Rock) Superstar” de Skull And Bones (2000), que deixou em todos a sensação chapante de ter visto a um puta show de Rock com direito a muita camisa suada e punhos no ar.

Ao final do show entre outras, B-Real disse “Logo estaremos de volta!”, por mais de uma vez. Tomara que isso seja verdade, e não leve mais 22 anos de espera. Valeu Cypress Hill a noite foi literalmente The Funky Cypress Hill Shit! Em seguida, DJs Sadam e Tamenpi assumiram o comando da festa até o final.
*PS: Sobre o teto preto... melhor deixar quieto, tem derrota que só faz você rir!!! Valeu!!! - Alexandre Beckão.

Postado por Michael Meneses terça-feira, 16 de outubro de 2018 18:42:00 Categories: Beastie Boys Canabis Cypress Hill DJ DJ Mix Master Mike DJ Tamenpi DJs Sadam HIP-HOP HUB-RJ Mc Marechal RAP Rock
Portal Rock Press