"CoLUNAs" - Novo Livro de Pedro de Luna

Livro conta a história da cena carioca através das colunas do autor entre as ultimas décadas

Livro Cena Rock Alternativo Niterói RJ"CoLUNAs” – Sexto livro do Jornalista Pedro de Luna, lançado pela Ilustre Editora, (editora do próprio autor, diga-se de passagem), narra os últimos 20 anos da cultura alternativa no Rio de Janeiro. O livro foi lançando em Julho, no Espaço Convés em Niterói/RJ, com direito à shows das bandas Pedro Marzano, Projeto Secreto, Gilber T & Os Latinos Dançantes e as pick ups DJs da Rootscidade.

“CoLUNAs”

Do Fanzine às Redes Sociais

Em meio as transições do universo analógico ao digital na já saudosa década de 90 o então Fanzineiro e estudante de Comunicação Social na Universidade Federal Fluminense, Pedro de Luna inspirado pela coluna “Rio Fanzine” do Jornal O Globo e editada por Tom Leão e Carlos Albuquerque iniciou a coluna semanal "Fique LIGado" no Jornal LIG de Niterói. Pedro de Luna já havia estagiado na clássica Fluminense FM e era um frequentador assíduo de shows e campeonatos de skate, e a coluna veio ao mundo no dia primeiro show do Planet Hemp no Bedrock uma lendária casa de shows no bairro de Charitas em Niterói. Pronto, era a remada inicial para resenhas de shows, discos e Fitas-Demos, dicas de eventos, campeonatos de surf e bodyboard, festas, debates, filmes, convenções de tatuagem e toda a cena alternativa do Rio de Janeiro.

Em paralelo a coluna o Pedro de Luna também editava o Fanzine Shape A, e com a união da coluna e o fanzine, deu-se origem ao livro CoLUNAs que reúne imagens raras do Underground carioca entre 1996 e 1998, entre essa imagens que seguem a ordem cronológicas dos fatos, encontramos fotos das apresentações de bandas ainda novas, mas que dão a cara dos anos 90 como Raimundos, O Rappa, Planet Hemp, Racionais MC, Matanza, Charlie Brown Jr, Garotos Podres, Pavilhão 9, Black Alien, Funk Fuckers entre outras. Além de fotos, alguns shows tiveram registros em vídeo e Pedro adianta: “No caso do Planet e dos Raimundos, eu também gravei as apresentações em vídeo e um dia pretendo lançar em formato de documentário”.

A coluna Fique LIGado seguiu fazendo diferencial na mídia fluminense até o final de 1998, quando Pedro mudou-se para São Paulo. Mas como diz o ditado, “O Bom Filho a Casa Torna”  e 10 anos depois, no ano de 2008, Pedro de Luna voltou ao LIG, agora com uma coluna maior e com o próprio nome. Pedro havia retornado de São Paulo em 2002 e já em 2003 criou o movimento Arariboia Rock, uma iniciativa que movimenta a cena rock na região até hoje, por meio de shows, programas de rádios, publicações e uma infinidade de ações que viabiliza uma série de reações na cultura alternativa local.

Ainda sobre o livro “CoLUNAs” o mesmo tem texto de apresentação escrito por duas referencias para Pedro de Luna, Luiz Antonio Mello (Fluminense FM), e Tom Leão (O Globo). Além disso, o livro é dedicado ao músico e produtor cultural Rafael Lage, assassinado no dia 28 de maio, durante uma tentativa de assalto a um bar no Ingá, em Niterói, em relação a esse triste fato Pedro de Luna desabafa: “Organizei vários shows onde o Rafael tocou, ele sempre gostou muito de música e de jornalismo. Coincidência ou não, a primeira coluna de 2008 tem uma foto dele”.

Outro destaque do livro além da Cena Alternativa desses anos é a forma como essa mesma cena lidou com os avanços tecnológicos entre os anos 90 e os anos que seguiram até o dia de hoje, do telefone de três dígitos ao Smartphone, do Pager as redes sociais, da Fita-Demo aos CD-R além das câmeras digitais e outras inovações, que ao mesmo tempo que ajudaram a divulgar a deixaram a cena, também a deixou mais acomodada diante te tantas facilidades e com isso o romantismo dos anos anteriores tornou-se coisa do passado. Em relação aos eventos, o livro destaca um processo de modernização, se antes os shows aconteciam na base do lema Punk “Faça Você Mesmo”, e eventos “Pipocavam” como se dizia na época em festas dos circuitos estudantis e universitário de Niterói, São Gonçalo e região, com o passar dos anos o foco foi mudando, Pedro defende uma teoria para essa mudança de habito do publico entre uma geração e outra. “Ali em 1997 já rolam festas com bebida liberada, mas em 2008 o álcool torna−se a atração principal, e os shows apenas um acessório. Daí a proliferação de cervejas do rock, tequiladas do rock etc”.

Por fim, fica essa excelente dica de leitura para você que viveu ou não os anos 1990, morador ou não do Rio, Baixada-Fluminense, Niterói, o livro coLUNAs, (o sexto de Pedro de Luna) é escrito por alguém que viveu, sobreviveu e fez por mais de 20 anos muito pela cultura alternativa em Niterói uma região que fundamental para a história do rock no Rio de Janeiro e porque não no Brasil. Por: Michael Meneses - michaelmeneses@portalrockpress.com.br

Para comprar esse e os outros livros do Pedro de Luna visite sua fanpage: www.facebook.com/nomundodoLUNA

Postado por Leandro Cavalheiro domingo, 13 de agosto de 2017 15:00:00
Portal Rock Press - Lançamentos

Comentários

sábado, 26 de agosto de 2017 11:52:26

re: "CoLUNAs" - Novo Livro de Pedro de Luna

Muito legal essa iniciativa do Pedro! Vivi enquanto adolescente essa época citada dos anos 90, e frequentei assiduamente essa cena alternativa de Niterói, algo que contribuiu muito para minha formação pessoal. Fico muito feliz por ter frequentado os shows em locais como o Bedrock, que realmente tinha esse clima punk "faça você mesmo" com uma galera jovem e com atitude! 

Comentários não permitidos neste 'Post'.