CARNE DOCE: Noite de celebração com o rock goiano no palco do Circo Voador!

A banda goiana Carne Doce subiu ao palco do Circo Voador no dia 13/12 para seu penúltimo show de 2019, coroando um Carne_Doce_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_Jrano de conquistas e reconhecimento pelo álbum “Tônus”, lançado em 2018. Antes, a banda carioca Canto Cego fez um excelente show de abertura! 

CARNE DOCE: Noite de celebração com o rock goiano no palco do Circo Voador

TEXTO: Kesley Meneses e Cleber Jr.
FOTOS: Cleber Jr.

Carne_Doce_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_Jr

O Circo Voador já vinha de uma linda noite anterior, com a apresentação dos californianos do The Calling (LEIA AQUI). A energia continuou presente nesta última sexta-feira 13 do ano. Ou seja, azar apenas para quem não esteve presente na Lona da Lapa. Vamos aos shows...

Canto Cego...
Canto_Cego_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_JrO Canto Cego foi a banda que abriu a noite indie no Circo Voador, mostrando seu valor e comemorando um ano especial, com disco novo, apresentação no Rock in Rio e música na trilha Malhação. A turma da Maré se mostra cada dia mais afiada e segura para fazer um show de peso e ao mesmo tempo doce, deixando seu recado nas letras que relatam muitas das nossas mazelas. O show curto faz com que todos os hits estivessem presentes, enxutos e na voz da plateia a cada vez que os refrões ecoavam pela lona do Circo Voador. 
 
A banda focou nos principais hits dos dois últimos álbuns e não deixou de lado a versão roqueira de "Zé do Caroço", um sambão de Leci Brandão que se encaixa perfeitamente com o som deles. Uma abertura com estilo de headliner para a noite indie da última sexta feira treze do ano.
 
Carne Doce...
Carne_Doce_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_JrEncerrar um ano complexo como 2019 por cima não é uma tarefa fácil para quem trabalha com arte. Na música, que é uma linguagem direta e universal, não é diferente. Contudo, artistas de variados estilos musicais mostraram resistência e fizeram bonito durante o ano. Um desses nomes foi a banda Carne Doce e quem esteve no Circo Voador pode confirmar.
 
Livres no palco e com a experiência de festivais pelo Brasil e seus Carne_Doce_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_Jrprimeiros shows na Europa, a noite foi marcada pela emoção da vocalista Salma Jô diante da animação do público, que chamou a vocalista de “Fada do Cerrado” e cantou junto todas as músicas a plenos pulmões.

Apresentando ao público do Circo músicas dos seus três discos, como “Ideia”, “Fruta Elétrica” “Passivo”, do primeiro Carne Doce (2014); “Sereno”, “Eu te odeio”, a empolgante “Açaí” e a potente e empoderada “Artemísia”, do disco “Princesa” (2016); e, claro, várias do último trabalho da banda, como “Irmã”, “Nova Nova”, “Brincadeira”, “Amor distrai (Durin)” - essas duas frutos de parceria com o Dinho, do Boogarins - além da faixa que dá nome ao disco, entre outras.
 
O set dos goianos teve espaço para apresentarem ainda uma composição nova - “Temporal” - que deve entrar no próximo álbum, prometido por Salma no palco para o ano que vem.
 
Com um repertório perfeito, outro espetáculo se via no Circo Voador, afinal, a iluminação do palco ganha destaque na composição que faz com a performance da banda. O clima de sensualidade, com o figurino fetichista de Salma - que ela vai rasgando ao longo do show - e sua dança envolvente e provocativa, seduzem a plateia a cada movimento de corpo, luz e de música.

Carne_Doce_Circo_Voador_13_12_2019_FOTO_Cleber_Jr

Foi uma noite de celebração e de muito trabalho e bons resultados para a Carne Doce. Pelo o que foi apresentado no Circo Voador e no decorrer do ano, os fãs da banda podem esperar, pois 2020 promete! - Kesley Meneses.

Portal Rock Press