Bate Forte o Tambor, é a Nação chegando ao Circo Voador!

Já faz mais de um ano desde a última visita da Nação Zumbi no Circo Voador e a massa estava sentindo falta. E “estava" é a Nação_Zumbi_FOTO_Dovilé_Babraviciutépalavra, já que não vai mais estar, pois no próximo 22/09 a banda mais de carioca de Recife retornar a sua casa no Rio. A noite ainda conta com DJ TioPensamento.


Bate Forte o Tambor, é a Nação chegando ao Circo Voador! 
TEXTO: Alexandre Beckão FOTOS: Dovilé Babraviciuté.

Falar da Nação Zumbi no Circo Voador é sempre muito redundante. Desde seus primeiros passeios fora de Recife no início da década de 1990, ainda sobre a luz do nosso sempre saudoso Chico Science, todo mundo sabe que a Nação Zumbi bomba na Lona da Lapa. A ligação aprofundada com o Rio de Janeiro sempre lhes garantiu a casa cheia e muita inspiração. Seus dois primeiros álbuns foram gravados no Rio e em quase 30 anos, show no Circo é sinônimo de festa ao som de tambor, guitarra e casa cheia. Com certeza os clássicos vão estar lá, pra galera cantar junto: “A Cidade”, “Da Lama Ao Caos”, “Macô”, “Manguetown”, “Sangue de Bairro”, “Arrancando as Tripas”, “Quando a Maré Encher”, “Blunt Of Judah”, “MeuMaracatu Pesa Uma Tonelada”, “Prato de Flores”, “Hoje, Amanhã e Depois”, “Infeste”, “Inferno”, “A Culpa”, entre tantos outros. Dessa vez, mostram também o repertório do álbum, Radiola NZ Vol. 1, de 2017 é lançado pelo Selo Babel Sunset.

Versões sempre estiveram presentes na história da banda, homenagens em estúdio, tais como: "Todos Estão Surdos" no álbum REI, Tributo a Roberto Carlos de Nação_Zumbi_Disco_Radiola_NZ_Vol__11994; “Maracatu Atômico" de Jorge Mautner e “Criança de Domingo" dos paulistas Funziona Senza Vapore em Afrociberdelia de 1996; o samba "Jornal da Morte" de Roberto Silva em Rádio S.Amb.A. de 2000; "O Fole Roncou" em Baião de Viramundo: Tributo a Luiz Gonzaga (2000), entre outros. Ou no palco, como: “Sophisticated Bitch”, do Public Enemy; “Purple Haze”, de Jimi Hendrix; ou “Room Full Of Mirrors”, do Kraftwerk. 

Cientes dessa habilidade natural em traduzir ao seu próprio som as suas influências mais diversas, soa normal esperar que um álbum de versões chegasse algum momento. Radiola NZ Vol. 1 possui apenas nove faixas, mas a seleção é um verdadeiro passeio pelos jardins da música brasileira e internacional do anos 1960 e 1970. A arte gráfica é de autoria do conceituado artista paraibano Shiko.

Distantes do Circo Voador já a mais de um ano, os shows da Nação Zumbi são sempre sinônimo de festa. Estaremos lá e #Recomendamos!

Serviço: Nação Zumbi no Circo Voador - Sábado, dia 22 de setembro 2018, às 22h.
LOCAL:
Circo Voador – Arcos da Lapa S/N – RJ/RJ
DISCOTECAGEM: DJ TioPensamento
INGRESSOS:
Bilheteria do Circo Voador:
terça a quinta: das 12h às 19h; sexta: das 12h às 24h (exceto feriados) e sábado a partir das 14h. 
Antecipados: www.tudus.com.br/estabelecimento/circovoador
CAPACIDADE: 2.000 pessoas
CLASSIFICAÇÃO: 18 anos (de 14 a 17 somente acompanhado dos responsáveis).

Postado por Michael Meneses 18/09/2018 Categories: Circo Voador DJ TioPensamento Lapa/RJ Nação Zumbi Show
Portal Rock Press