AZUL LIMÃO – Em Ordem, Progresso e Imortal!

Pioneiro no heavy nacional, o baterista André Delacroix passou por bandas Azul_Limão_Imortal_2019(de vários estilos) conquistando o merecido respeito desde o início dos anos 1980. Em quase 40 anos, o músico tocou no Metalmorphose, Dust From Misery, Imago Mortis, Os Copacabanas, Stagedive, D.A.D., entre outras. Agora, Delacroix assume as baquetas do lendário Azul Limão e faz show de lançamento do álbum “Imortal” ao lado do Dr.Sin (SP), e Manunkind (RJ) neste sábado (11/5), no Teatro Odisseia/RJ em evento da Be Magic Prod. Em seguida, o Azul Limão vai à Belo Horizonte/MG onde se apresenta com Mutilator (MG), Raven (ING) e Leather Leone (EUA). André Delacroix conversou com a coluna 1, 2, 3, 4... da Rock Press e falou da fase atual do Azul Limão, do Metalmorphose e de sua história na entrevista que segue...

AZUL LIMÃO – Em Ordem, Progresso e Imortal!
1, 2, 3, 4... Com André Delacroix
ENTREVISTA: Michael Meneses – FOTOS: Michael Meneses e Divulgação

1 - Michael Meneses/Rock Press - Como se deu sua entrada no Azul Limão?
André_Delacroix _FOTO_Michael_MenesesAndré DelacroiX / Azul Limão - Bom, o Azul limão se encontrava parado, já que o vocalista Rodrigo Esteves reside na Espanha e, mais recentemente, o batera Ricardo Martins foi morar em Portugal. O guitarrista fundador da banda, Marcos Dantas (também do X- Rated) se tornou guitarrista na Metalmorphose, onde eu estava tocando desde o retorno da banda em 2008. Sempre nos demos muito bem, sendo que inclusive eu já tinha tocado com o Marcos no X-Rated em 04 ocasiões, quando eu cobri o batera André Chamon. No final de 2018, a Metalmorphose perdeu dois integrantes que deixaram a banda, o que ocasionaria uma reformulação grande no grupo. Nesse momento, o Marcos viu uma boa oportunidade para reativar o Azul Limão, me chamando para a batera e chamando, também, o Trevas, que estava cantando conosco na Metalmorphose e que estava formando com nós dois, um trio bem produtivo e entrosado na banda. Esse convite foi uma grande honra pra mim, já que eu conhecia o Azul Limão desde meu início no Metal e sempre fui admirador do trampo da banda e os via, lá nos primórdios, como exemplo de "ídolos" e meta a ser alcançada. Sucesso com o público carioca e tal.

2 - Rock Press - Você ajudou a construir a cena Heavy carioca, fale um pouco sobre sua história como músico e aproveite para fazer um rápido comentário sobre cada uma das bandas por onde passou:
André Delacroix - Bom, comecei a tocar (levando a sério, mesmo) batera aos 15 anos, em 82. Tive uma primeira banda mais de RockBandas_do_André_Delacroix And Roll (que fazia covers de Barão Vermelho, Rolling Stones, Rita Lee e até Judas) com colegas de classe, e a minha primeira banda de Metal já foi a Metalmorphose. Éramos adolescentes cheios de energia e amor pelo Rock (ainda nem falávamos "Metal", no começo). Ensaiávamos na casa do Celso, um dos guitarristas e passávamos horas praticando, o que fez a galera ir melhorando bastante em seus respectivos instrumentos, em tempo relativamente curto. Dá pra notar isso claramente ouvindo a gravação do Split Ultimatum (N.E. dividido com a Dorsal Atlântica) e a gravação da demo (posteriormente lançada em CD), que mostra uma grande melhora nas performances, em questão de um ano apenas. Na Metalmorphose, foram três anos intensos, com muitos ensaios, muitos shows em quaisquer espaços que nós conseguíamos encontrar (que aceitasse eventos de Metal), tais como Clubes, Escolas, Churrascarias, Teatros, etc. A banda infelizmente não se tornou tão popular fora do RJ, porque tocou apenas em Natal, fora do Estado. Passados esses três anos, deixei a banda e toquei em “n” outros grupos do Rio. Alguns ficaram apenas nos ensaios, outros fizeram shows, mas não gravaram nada e com outros fiz shows e até turnês. Alguns deles: FM (Frequência Modulada) - à la RPM, com o qual gravei o álbum independente, "Exótica Dança"; Último Recurso (Rock "inglês"); Primeiros Répteis (Rock "Inglês"); Roxy (AOR/ Hard) com os ex- guitarristas da Metalmorphose; Miss Papa (Funk Metal); Broken Heart (Hard Rock); X- Rated (como baterista substituto e realizei 5 shows), Stagedive (Thrash/Crossover), Os Copacabanas (covers de Brega); Violent Vibe (Heavy/Alterna); Heartbreak Boulevard (covers de Hard Rock); Dust From Misery (Heavy/Thrash/Prog) com a qual gravei CD pela Megarhard Rec.; Persona Non Grata (Funk Metal/Rock); Imago Mortis (Doom/Thrash/Heavy) com a qual gravei 3 discos), fui vocal da D.A.D. (Crossover à la S.O.D.), fora a Metalmorphose e, agora, o Azul Limão.

3 - Rock Press - O que os fãs do Azul Limão podem esperar desse novo momento da banda? 
André Delacroix - Muita intensidade!  A galera nova (o vocalista Trevas e eu) ‘tá chegando com sangue nos olhos pra fazer bonito ao Azul_Limão_Álbum_Imortal_2018reproduzir o grandes clássicos já consagrados da banda e também pra atacar nos sons novos gravados pela formação atual, no álbum "Imortal", de dezembro de 2018 (foto). Ensaiamos bastante com os membros originais Marcos e Vinícius e a química ‘tá muito boa. Para eles, uma nova oportunidade de tocar os sons já clássicos e pra os "calouros", uma honra de fazer parte de uma das bandas pioneiras de Metal do Rio e do Brasil. Já temos algumas datas marcadas no Rio e fora, e iremos a todo e qualquer lugar que nos ofereça boas condições para fazer um bom espetáculo pra galera. 

4 - Rock Press - O que os fãs do Metalmorphose e dos seus outros trabalhos podem esperar?
André Delacroix -
A Metalmorphose construiu um retorno muito bonito desde 2008 e creio que Metalmorphose_Banda_última_formaçãoconseguimos "tirar o atraso" dos anos 80, quando poucos registros foram feitos e nenhum show fora do RJ (com exceção de Natal/RN) foi feito. Lançamos muito material, entre CDs originais, coletâneas, discos ao vivos, participação em trilha sonora, tributo e DVDs. E isso, creio eu, fica pra sempre. É um caminho árduo, devido às dificuldades econômicas do nosso país e a polarização da "cena", que parece ter mais bandas do que público, e ter banda é como uma família, então, nem sempre é fácil. A banda entrou em um "hiato indefinido", mas não foi colocado um ponto final no Metalmorphose, pois alguns ex-integrantes da última formação (foto) estão se dedicando integramente ao Azul Limão. Contudo deixamos bastante material para os fãs curtirem e relembrarem a obra. 

5 - Rock Press - Deixe sua mensagem final aos leitores da Rock Press: 
André Delacroix –
Primeiramente agradeço ao Portal Rock Press pela oportunidade e: galera, não deixem de apoiar as bandas nacionais! Precisamos de vocês para continuar a ter espaços para nos apresentarmos e condições de Banda_Azul_Limão_2019lançarmos novos trabalhos! Likes e divulgação na internet são legais, é claro, mas o que realmente possibilita a continuidade do trabalho de uma banda underground é o apoio dos fãs com a presença nos shows e a compra de material da mesma. Temos um novo CD na praça, feito com muito suor, capricho e amor pela causa ("Imortal", lançado pela Dies Irae) e nos apresentaremos em qualquer lugar que nos oferecer condições de apresentar um bom show! Contamos com todos vocês e obrigado pelo apoio e nos sigam no Instagram, e em nossos canais no Facebook e no nosso Canal no Youtube. Valeu! Nos vemos nos shows!

Os shows...
A apresentação do Azul Limão neste sábado (11/5), no Teatro Odisseia (Lapa no Rio de Janeiro), ao lado dos paulistas Dr. Sin e dos cariocas do Manunkind será o primeiro show com a nova formação, na ocasião, a banda fará o lançamento do álbum “Imortal”. Em seguida, o Azul Limão se apresenta em Belo Horizontes/MG, dividindo o palco com os ingleses do Raven, a vocalista americano Leather Leone que fez sua história na década de 1980 a frente das bandas Rude Girl e Chastain, e apresenta dos mineiros do Multilaton. Abaixo, segue os serviços desses shows, assim como, os contatos da banda. 

Esses shows darão inicio a um novo capítulo na história desses desbravadores do heavy metal carioca, e que a justiça seja feita, uma banda fundamental para a história do rock pesado nacional. #Recomendamos! – Michael Meneses!

SERVIÇO: 
Dr_Sin_Azul_Limão_Manunkind_Teatro_Odisseia_RJ_2019SHOW:
Dr.Sin + Azul Limão + Manunkind
DATA: 11 DE MAIO
LOCAL: Teatro Odisseia - Av. Mem de Sá, 66 - Lapa/RJ.
PRODUÇÃO: Be Magic 
INGRESSOS:
Bilheteria do Teatro Odisseia.

No Site: https://bit.ly/2Vbn8kt
Antecipados nas Lojas:
BLIZZARD RECORDS - Stand 8 Rua Pedro Lessa, Centro/RJ.
HEADBANGER - Lojas 213 e 214, Rua Conde de Bonfim, 346 - Tijuca/RJ
SHEHERAZADE - Subloja 209, Rua Conde de Bonfim, 346 - Tijuca/RJ
HARD AND HEAVY – Rua Marques de Abrantes, Flamengo/RJ
UNDERGROUND ROCK WEAR – Av. Santa Cruz, 4396 - Bangu/RJ
KASAMATA Rec. - Rua da Conceição 101, sobreloja 55 – Niterói/RJ
REQUIEM ROCK STORE - Galeria B Box 170 – (ao lado da Rodoviária) – Campo Grande/RJ
EVENTO: https://bit.ly/2UVlwqj

AZUL LIMÃO + MUTILATOR + RAVEN + LEATHER LEONE - Belo Horizonte/MG
AZUL_LIMÃO_MUTILATOR_RAVEN_LEATHER_LEONE_Belo_Horizonte_MG_Brasil_2019DATA:
Domingo, 9 de junho de 2019 de 15hs.
LOCAL: Stonehenge - Rua Tupis, 1448, Barro Preto - Belo Horizonte/MG.
INGRESSOS: 
Antecipados:
Na Loja:
Purple Records – Rua Rio de Janeiro, 630 – loja 58 – Galeria Pça 7
No Local: Stonehenge – R. Tupis, 1448, Barro Preto - Belo Horizonte/MG
No Site: https://bit.ly/2vQnQoi
CLASSIFICAÇÃO: Proibido para menores de 18 anos.
EVENTO: https://bit.ly/2V9m7ok
 

Anchieta - RJ
DATA: 13 de Julho de 2019
LOCAL: Lona Cultural Carlos Zefiro  - Anchieta - RJ/RJ

Guaru Metal Fest
DATA: 12 outubro de 2019
LOCAL: Guarulhos/SP
 
Botafogo - RJ
DATA: 14. nov. 2019
LOCAL: Centro Cultural Solar de Botafogo - RJ/RJ

CONTATOS AZUL LIMÃO:
SITE:
 www.azul-limao.com
FANPAGE: https://bit.ly/2Vs4h4U
GRUPO NO FACEBOOK: https://bit.ly/2vQG88O
YOU TUBE: https://bit.ly/2YjRSwJ

 

Próximos eventos confirmados da Be Magic Produções:
RAVEN + LEATHER + MELYRA
DATA:
16 de junho
PRODUÇÃO: Be Magic e Scelza Produções.
LOCAL: Teatro Odisseia - Av. Mem de Sá, 66 - Lapa/RJ.
INGRESSOS: https://bit.ly/2ZRs7FW
EVENTO: https://bit.ly/2WmKHmW

TUATHA DE DANANN + PAGAN THRONE + LIVERKING
DATA:
10 de agosto
PRODUÇÃO: Be Magic 
LOCAL: Teatro Odisseia - Av. Mem de Sá, 66 - Lapa/RJ.
EVENTO: https://bit.ly/2vAOZeE

Portal Rock Press