AUTORAMAS – “A 300 km por hora” - Banda ganha disco tributo pelos seus 20 anos!

Vinte anos de história, não são vinte dias e isso é obvio. Ter uma banda por 20 anos na cena Autoramas_FOTO_Paulo_Aguiarindependente brasileira é escrever uma rica história. Logo, receber um disco tributo é algo mais que merecido, sobretudo para uma banda que mais do que nunca se encontra na ativa. Este é o caso do Autoramas que acaba de ganhar um tributo com participação de 41 bandas, entre elas; Camarones Orquestra Guitarrística, Marcelo Callado, Carbona (Part. Nervoso), Estranhos Românticos, Early Morning Sky, Gilber T, Asteroides Trio, Melvin & Os Inoxidáveis, Burt Reynolds, Venus Café, Thee Buttlers Orchestra, Tripa Sexy.

AUTORAMAS – “A 300 km por hora” Banda ganha disco tributo em homenagem aos seus 20 anos!
TEXTO: Clara Rodrigues – FOTOS: Larissa Zanchetta, Paulo Aguiar e Divulgação.

Autoramas_FOTO_LARISSA_ZANCHETTA

Em atividade há 20 anos, o Autoramas nasceu no Rio de Janeiro e se tornou uma das mais bem sucedidas bandas da cena independente do rock nacional. Ao longo de sua história lançaram oito álbuns de estúdio, e realizarem diversos shows internacionais passando por 23 países, além de tocarem em todos os estados brasileiros em incontáveis apresentações.

Autoramas_FOTO_Paulo_AguiarLiderada pelo vocalista e guitarrista Gabriel Thomaz, que antes já tinha feito história a frente do Little Quail And The Mad Birds e um dos autores de sons como “Aquela” e “I Saw You Saying (That You Say That You Saw)”; a última em parceria com a banda Raimundos.
 
Com uma pegada que funde Surf-Music e Jovem Guarda da década de 60 com o New Wave dos anos 80, influência da Rockabilly e Punk Rock. A banda iniciou como trio, mas desde 2016 é um quarteto e que além de Gabriel conta com Érika Martins (voz, guitarra, teclado e percussão), Jairo Fajer (baixo) e Fábio Lima (bateria).
 
Em agosto foram indicados na pré-lista do prêmio APCA na categoriaAutoramas_Libido_Disco_do_ano Melhores Discos do primeiro semestre de 2018, com o álbum “Libido” (Hearts Bleed Blue) que também vem sendo incluído nas listas dos melhores do ano de 2018 em diversos veículos especializados de música pelo Brasil. O Autoramas também estão confirmados como uma das atrações do Lollapalooza 2019.
 
Recentemente, em uma iniciativa de Rafael Chioccarello (Hits Perdidos) e Débora Cassolatto (Debbie Records), organizaram o tributo ao Autoramas e intitulado “A 300 km Por Hora” que passeia pelos 20 anos da banda. Rafael Chioccarello e Débora Cassolatto falam sobre o projeto: "A ideia inicial era ter 20 bandas e ser lançado no fim do ano passado. No meio do processo conversando com o Jairo, atual baixista do Autoramas, e grande apoiador do projeto, fiquei sabendo que o ano das comemorações seria 2018. Logo adiei e com ajuda de amigos, fui atrás de artistas que tinham certa ligação com a história do Autoramas, Little Quail and The Mad Birds, e do próprio Gabriel. Deixando o tributo ainda mais sentimental.", analisa Rafael Chioccarello!

O disco contou com a participação de 41 bandas independentes, de 11 estados brasileiros e traz uma variedade de estilos o álbum tem versões de Rock, Rap, Punk, New Wave, Surf Rock, Rockabilly, Metal, Funk, HC, Folk e outros. "Gosto como o resultado do tributo reflete o peso da influência dos Autoramas nesses 20 anos, e registra um pouco desse momento cultural diverso que estamos vivendo. São 41 bandas de todos os cantos do país que em algum momento foram tocadas pelo trabalho de uma banda independente incansável", ressalta Débora Cassolatto.

As bandas participantes são: China, Nevilton, Camarones Orquestra Guitarrística, Marcelo Callado, Der Baum, Carbona (Part. Nervoso), Emicaeli, Combover, Bordines, Fábio Cardelli, Luiz Lopez, Estranhos Românticos, De Leve, Sammliz, Cattarse, Early Morning Sky, Nada em Vão, Gilber T, Paquetá, Asteroides Trio, Melvin & Os Inoxidáveis, Burt Reynolds, Emerald Hill, Venus Café, Muff Burn Grace (Part. Dani Buarque - The Mönic), Guantas, Cachalote Fuzz, Stone House On Fire, Phantom Powers, Fones, Alterego, Letty and the Goos, Color For Shane, Thee Buttlers Orchestra, Old Books Room, Pedroluts, Orione Trio, Madame Rrose Sélavy, MonstroMonstro, Greyskull Chapel e Tripa Sexy.

Este é o terceiro tributo promovido pelo Hits Perdidos. No ano de 2016, o selo lançou "O Pulso Ainda Pulsa", uma homenagem aos 30 anos do clássico "Cabeça Dinossauro", dos Titãs. No ano seguinte foi a vez de "O Mundo Ainda Não Está Pronto" homenagem aos 25 anos dos mineiros do Pato Fu. Esses dois tributos foram realizados graças a parceria com o blog Crush em Hi-Fi. Chioccarello fala sobre a motivação em organizar mais esse tributo; “Depois de organizar os tributos aos Titãs e ao Pato Fu, fiquei com vontade de prestar homenagem a uma banda que tivesse uma conexão forte com as bandas do independente. Afinal de contas, o Autoramas sempre esteve próximo apoiando e tocando junto aonde quer que fosse. Gabriel Thomaz é tão entusiasta do cenário independente que até mesmo criou uma premiação para prestigiar os melhores do ano, o Prêmio Gabriel Thomaz que faz parte da programação da SIM São Paulo", reconhece Rafael Chioccarello!

O álbum tributo tem lançamento selo Aurora Discos, foi masterizado por Aecio de Souza, do Estúdio Aurora, já arte da capa é de autoria do artista Pedro Gesualdi (Danger City) que havia assinado artes em outros tributos. “A 300 km Por Hora” tem distribuição da Ditto Music e tá no disponível no spotify. ESCUTE: https://spoti.fi/2LCShoW - Clara Rodrigues.

Portal Rock Press