AGONA – Metal Underground no Rock In Rio! – Entrevista

Em atividade há mais de uma década, o Agona é uma das atrações do Espaço Favela do Rock in Rio. O show Agona_Rock_In_Rio_2019acontece no tradicional e sempre emblemático “Dia do Metal” (4/10), que esse ano conta com Iron Maiden, Scorpions, Helloween e Sepultura no Palco Mundo, e Slayer, Anthrax, Torture Squad & Claustrofobia com participação Ilustre de Chuck Billy (Testament) e as meninas do Nervosa, no Palco Sunset. Com disco pintando, e entrando para a história como a primeira banda de metal a representar o underground no Rock In Rio, conversamos com Alan Muniz, vocalista do Agona, sobre tal responsabilidade, o álbum novo e suas origens na Favela da Maré na Coluna 1, 2, 3, 4... da Rock Press!

AGONA – Metal Underground no Rock In Rio! – Entrevista
ENTREVISTA: Michael Meneses – FOTOS: Divulgação

Agona_Rock_In_Rio_2019

Não é nenhuma novidade, ouvir e ler lamentações que festivais de rock não dão espaço ao rock de garage, especialmente quando falamos de bandas do cenário underground, principalmente quando se trata do Metal, Punk, Rock Progressivo, entre outras bandas de linhas mais alternativas. Uma esperança para as bandas de garagem atravessarem esse túnel karmático e chegarem à luz desse túnel quase sem fim e assim ocuparem com a força do underground os palcos de festivais de todos os Agona_Rock_In_Rio_2019portes é o Espaço Favela, a novidade do Rock In Rio 2019 como bem nos contou seu curador o músico Zé Ricardo nessa entrevista: https://bit.ly/2ztRwcz

Uma das atrações do Espaço Favela é a banda carioca Agona. Cria da Favela da Maré e formada por Alan Muniz (vocal), Leonardo Milli (guitarra), Rafael Ferraz (baixo) e Turko Ouriques (bateria), a banda está com disco novo no forno, e é figura sempre presente no circuito underground do Rio de Janeiro, Grande Rio e Baixada Fluminense. Quem os conhece, sabe a energia do Agona no palco e já faz ideia do que será apresentado no Rock In Rio, graças ao seu som que soma de Death Metal, com Prog Metal e elementos de Groove Metal, enquanto suas letras cantadas em português exploram as mazelas da humanidade inspiradas em temas da filosofia e da literatura.

O próximo salto da Agona é o show do dia 4 de outubro no palco do Espaço Favela, data que sem dúvida será a noite mais underground da história do Rock In Rio, afinal neste mesmo dia ainda se apresentam, Nós do Morro, Canto Cego e BK-81, nomes representativos da cena independente carioca. Conversamos com o vocalista Alan Muniz sobre a responsabilidade de ser a primeira banda do Metal underground nacional a tocar no Rock In Rio, o disco novo, as iniciativas culturais na Favela da Maré, e um pouco da história da banda na entrevista que segue...

1 – Michael Meneses / Rock Press - O Agona será a primeira banda do Metal underground nacional no cast do Rock In Rio. Qual a importância e a responsabilidade disso para vocês?
Agona_Rock_In_Rio_2019Alan Muniz / Agona - É um marco nas nossas vidas e acreditamos que na existência do underground também. Acho que para nós e todos que nos acompanham existe a sensação de estarmos escrevendo uma parte importante da história do Agona, do underground e do Metal brasileiro. Até o momento é o nosso show mais importante. Somos uma banda de Metal Extremo que canta em português, participando do maior festival do planeta, isso é algo incrível pra nossa representatividade, sabe? Temos a responsabilidade de expandir o alcance do underground e de tocar as pessoas. O Brasil precisa conhecer e apoiar seus artistas majoritariamente, pois somos uma potência musical no Metal.
 
2 – Rock Press - Uma das características do Espaço Favela foi selecionar artistas com envolvimento cultural em seus bairros e comunidades do Rio. Fale um pouco da vida e da cultura na região de vocês aos leitores da Rock Press...
Alan Muniz - 
Nossa base é no Complexo da Maré. Lá existem diversosAgona_Rock_In_Rio_2019 artistas e sempre temos eventos, exposições e atividades organizados pelos produtores e agentes culturais da própria comunidade. O Agona já tocou diversas vezes na Lona da Maré, no Pontilhão, e recentemente fizemos um show na Tabacaria Dreadlocks. E isso, falando apenas de Rock/Metal, mas temos diversos estilos e até uma Orquestra da Maré. No geral, a Maré e a Zona Norte são lugares riquíssimos culturalmente, e que infelizmente precisam se virar como podem para continuar fazendo arte e desenvolvendo a cultura nessas áreas desprovidas de investimento e interesse público.

3 – Rock Press - Vocês estão lançando um disco novo, fale um pouco sobre esse trabalho...
Alan Muniz - Do 'Homo Grotescus' até esse novo trabalho passamos por um período de muitas dificuldades. Sofremos com o Agona_Rock_In_Rio_2019descaso, o abandono, o desemprego, problemas psicológicos, morte e experiências de quase morte. Foram anos difíceis, e isso está totalmente representado nessa etapa da nossa arte. Há superação, fúria, criatividade, loucura e muita agressividade. Estamos totalmente realizados com o resultado e sabemos o que criamos. Em breve daremos esse presente pra vocês!
 
4 - Rock Press - O que vocês esperam colher com a participação no festival?
Alan Muniz - Já estamos colhendo. Nossos fãs e amigos estão sentindo que essa conquista também é deles. Muitos sabem por tudo que passamos e ouvi-los dizer que merecemos e que estão felizes com tudo isso é muito gratificante. É incrível estar compartilhando toda essa energia junto deles. Nós temos as melhores pessoas ao nosso lado. Também fizemos novos amigos, Zé Ricardo, Fabiane Costa, toda a equipe que está conosco no Rock In Rio. Todos eles são incríveis, e trabalhar com esse time está sendo excelente. Esperamos fazer o melhor show, expandir nosso reconhecimento, e abraçar mais oportunidades de trabalhar com a nossa arte.
 
5 – Rock Press - Como será o show de vocês no Rock In Rio e deixe seu recado aos leitores da Rock Press...
Alan Muniz - Já viu algum show do Agona? Então, maximize tudo que você já viu, inclua músicas novas, umAgona_Rock_In_Rio_2019 setlist devastador, e a verdadeira vontade que está explodindo dentro de nós. Será uma destruição. É isso. Obrigado Rock Press! Obrigado a todos vocês que estão conosco! Vocês nos conhecem verdadeiramente e sabem a importância da nossa arte. Espalhem-na! E lembrem-se: Amor é a Lei.

CONHEÇA AGONA:
Twitter:
 https://bit.ly/2Zo3bcz
YouTube: https://bit.ly/2PnQda5
Spotify: https://spoti.fi/2ML7F60
Instagram: https://bit.ly/346y2c5
Facebook: https://bit.ly/2Pk1pnY

Os ingressos extras disponibilizados pelo Rock In Rio, já estão esgotados, e a Rock Press alerta sobre o risco de comprar ingressos com cambistas, mas fica a dica, estejam atentos pois sempre pinta alguma promoção de ingressos em empresas parceiras ao festival! - Michael Meneses!

Tudo sobre o Rock in Rio leia em Rock Press: http://portalrockpress.com.br/rock-in-rio 

ESPAÇO FAVELA - Programação:
DIA 27 de Setembro - 
Nós do Morro + Heavy Baile + Gabz + Abronca
DIA 28 de Setembro - Nós do Morro + Orquestra Maré Do Amanhã Apresenta Rock Symphony + Batalha Do Slam + Setor Bronx
DIA 29 de Setembro - Nós do Morro + BK’ + Malía + Dudu De Morro Agudo
DIA 3 Outubro - Nós do Morro +  Roda De Samba A Festa Da Raça + P-Tróleo + Dughettu
DIA 4 Outubro - Nós do Morro + Canto Cego + Agona + BK-81
DIA 5 Outubro - Nós do Morro +  Cidinho & Doca + Jonathan Ferr + Lucas Hawkin
DIA 6 de Outubro - Nós do Morro + Delacruz & Maria + Xamã + Tuany Zanini

Portal Rock Press